• 09/07/2016 (09:57:42)

  • Julio Mocellin

  • Repórter: Secom/Piratini

  • Fotógrafo: Divulgação/Setel

NO RS

Revezamento da tocha percorreu municípios da Serra

A Tocha Olímpica se despede do RS neste sábado



No penúltimo dia da passagem pelo Rio Grande do Sul, a Tocha Olímpica saiu da Região Metropolitana e seguiu roteiro até a Serra. A primeira cidade percorrida pela chama foi Canoas, seguida de Esteio, Novo Hamburgo, Gramado, Canela, Nova Petrópolis e Caxias do Sul.

A tocha chegou na última Cidade Celebração, Caxias do Sul, no Monumento Nacional ao Imigrante (na BR-116), na noite desta quinta-feira. O símbolo olímpico percorreu 12 quilômetros pelas principais ruas da cidade pelas mãos de mais de 50 pessoas. Entre os condutores estava o técnico da Seleção Brasileira de futebol Adenor Bachi, o Tite, campeão gaúcho pelo Caxias em 2000. O atirador Jean Labatut, que participou das Olimpíadas de Atlanta; a rainha da Festa da Uva, Rafaelle Galiotto Furlan; e o técnico da seleção brasileira de basquete em cadeira de roda, Tiago Frank; também estiveram entre os carregadores. O percurso foi finalizado no Parque da Festa da Uva, onde houve a festa de celebração pela passagem do fogo olímpico.

A tocha chegou ao município de Nova Petrópolis e foi recebida com a banda municipal. Acendida pela aluna Diana Caroline Maciel Roche (do Colégio Padre Werner), na Praça das Flores, ela percorreu 1,2 quilômetros pelas mãos de seis pessoas, como o empresário do ramo esportivo, Virgílio Kehl. O professor de educação física, Fabio Roese, foi o último condutor do fogo olímpico na cidade. Entre as atividades de celebração, um passeio de paraglider que saiu do Ninho das Águias com uma lanterna alternativa simbolizando a tocha encerrou o trajeto na cidade.

Em Canela, o percurso começou no Parque do Palácio e seguiu nas mãos de 11 condutores pelos 2,4 quilômetros das ruas centrais da cidade até a Catedral de Pedra, onde o fogo olímpico desceu o monumento por meio de rapel. A estudante Tiele Luana da Silva (da Escola Adolfo Seibt) participou do acendimento do símbolo.

A chama olímpica chegou a Gramado no fim da manhã e foi recebida no Lago Negro pela banda marcial da escola Senador Salgado Filho. De lá teve início o revezamento de 5,9 quilômetros, com 29 condutores. As estudantes Camila Nunes da Rosa, Laura Boeira Mantey (ambas da Escola Caramuru) e Leonardo Cavalli Deves (do Colégio Santos Dumont) participaram do acendimento da tocha. O lutador de taekwondo, Jean Gabriel Sartori Lovatto, tricampeão gaúcho e vencedor da Copa Mercosul e Copa América; o ex-goleiro Dirceu Hugo Da Ros, que atuou no Novo Hamburgo, América e Botafogo de Ribeirão Preto; e o maratonista Gilberto Bocalon foram alguns dos condutores. A passagem do fogo olímpico pela cidade teve ligação com os principais eventos realizados do município, como Natal Luz, Festival de Cinema, Festa da Colônia, Gramado In Concert e Feira Feito. O percurso terminou na Rua Coberta com o show da banda Brilho da Nuvem.

Região Metropolitana
Em Canoas, para dar as boas vindas ao fogo olímpico um paraquedista saltou com a bandeira do município e pousou na avenida Vitor Barreto. O acendimento da chama foi feito pelos estudantes da rede estadual de ensino da Escola Coronel Vicente Freire, Amanda Martins da Silva e Kelia Yandrina de Oliveira Nunes. No trajeto de dois quilômetros percorridos foram 10 carregadores da tocha, entre eles a esgrimista paraolímpica Mônica da Silva Santos, e o jogador profissional do Canoas Vôlei, Alexandre Meinecke Monteiro.

inda pela manhã a chama passou pelo município de Esteio em um percurso de um 1,5 quilômetros. O início do trajeto foi acompanhado por cavalarianos. Na cidade foram sete pessoas que carregaram a Tocha Olímpica, entre eles o professor municipal de boxe, Abílio Mendes; e o tricampeão sul-americano de remo, Giovani Della Valentina, que encerrou o trajeto. A estudante Ana Clara Oliveira de Almeida (do Colégio Augusto Meyer) também participou do evento.

Em Novo Hamburgo, 29 pessoas carregaram a tocha em um percurso de 7,5 quilômetros. A aluna Eduarda Luiza Hanauer (da Fundação Salzano Vieira da Cunha) participou do acendimento da chama olímpica na praça que abriga o Monumento do Sapateiro, um dos símbolos da cidade. A primeira condutora foi a patinadora Talita Haas, medalha de prata nos jogos Pan-Americanos em Toronto. Além dela, o ginasta Mosiah Rodrigues, ouro nos jogos Pan-Americanos de 2007, carregou o símbolo, que também foi conduzido de bicicleta pelo novo hamburguense Geraldo Araújo.

Caminho olímpico

O caminho olímpico no Rio Grande do Sul percorre ao todo 2,5 mil quilômetros por terra, ar e água, em um roteiro que começou no último domingo (3) por Erechim e Passo Fundo. A Tocha Olímpica já passou também pelos municípios de São Miguel das Missões, Santo Ângelo, Ijuí, Cruz Alta, Encantado, Lajeado, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, São Sepé, Caçapava do Sul, Canguçu, Rio Grande, Pelotas, São Lourenço do Sul, Camaquã, Guaíba, Porto Alegre, Canoas, Esteio, Novo Hamburgo, Gramado, Canela, Nova Petrópolis e Caxias do Sul. Ela passará ainda por Bento Gonçalves e Torres.