• 01/12/2018 (01:52:45)

  • Da Redação

  • Repórter: Guaiba

Com 30 dias de atraso

Governo gaúcho quita folha de outubro

Seguem pendentes os valores das consignações

Com 30 dias de atraso, um recorde desde que os salários começaram a ser parcelados, em 2015, o governo gaúcho quitou hoje a folha de outubro dos servidores do Poder Executivo. Seguiam pendentes os repasses para quem ganha mais de R$ 15 mil – 1,6% dos servidores. O depósito, de cerca de R$ 109 milhões, chega à rede bancária entre o fim da tarde e o início da noite desta sexta.

Em outubro, a parte líquida da folha fechou em R$ 1,228 bilhão, sem contar as consignações bancárias, que seguem pendentes. O repasse dessa quantia, que representa R$ 180 milhões, é previsto para ocorrer a partir de 10 de dezembro. As consignações, valores que o servidor autoriza serem descontados do salário, como empréstimos e contratação de serviços junto a bancos e entidades sindicais, já haviam atrasado mais de um mês, em setembro.

Também nesta sexta, a Fazenda estadual depositou a 11ª parcela já atualizada do 13º salário de 2017 para todos os servidores do Executivo. Para isso, foram necessários R$ 110 milhões. Outros R$ 4 milhões foram utilizados para pagar a primeira parcela do 13º salário de 2018 para os funcionários das fundações públicas, regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

A folha de novembro, que vai custar R$ 1,255 bilhão, só deve ser paga depois que forem quitadas as consignações de outubro.

Esse é o 35º mês em que o governo de José Ivo Sartori não consegue pagar a folha em dia a 100% dos servidores. O Piratini também já enviou à Assembleia um projeto para parcelar o 13º salário pelo quarto ano consecutivo.