• 23/12/2018 (03:38:02)

  • Da Redação

  • Repórter: AFP

Tsunami na Indonésia

Tsunami na Indonésia deixa mais de 40 mortos

Pelo menos 584 pessoas estão feridas e centenas de casas foram danificadas no incidente

A agência de desastres da Indonésia informou que 43 pessoas morreram e outras 584 ficaram feridas depois que um tsunami atingiu áreas costeiras ao redor do estreito de Sunda, entre as ilhas de Sumatra e Java, na noite deste sábado (22). "Estamos recapitulando relatos de impactos do tsunami que atingiu o estreito de Sunda, particularmente Serang, Pandeglang e South Lampung", disse Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da Agência, à Metro TV no domingo de manhã, referindo-se ao maremoto ligado a uma erupção anterior Anak Krakatau vulcão.

Centenas de casas foram danificadas no incidente e duas pessoas estavam desaparecidas, disse Nugroho. Dezenas de edifícios ficaram destruídos pela onda gigante por volta das 21h30 locais de sábado (12h30 de Brasília). Autoridades informaram que a tsunami pode ter sido causada por uma elevação anormal da maré, provocada pela Lua nova e por um deslizamento de terra submarino que se se seguiu à erupção de Anak Krakatoa, que forma uma pequena ilha no Estreito de Sunda, entre Java e Sumatra.

A agência geológica da Indonésia estava investigando as causas, disse Nugroho, acrescentando que o número de mortos pode aumentar. Anak Krakatoa é uma pequena ilha vulcânica que emergiu do oceano meio século depois da erupção mortal de Krakatoa, em 1883.

A Indonésia, um dos países mais propensos a desastres da Terra, se situa no chamado 'Anel de Fogo' do Pacífico, onde placas tectônicas se encontram e uma grande parte das erupções vulcânicas e dos terremotos do mundo ocorrem.

Frequentemente registram-se no país terremotos mortais, inclusive mais recentemente um na cidade de Palu, na ilha de Sulawesi, onde um sismo seguido de tsunami matou milhares de pessoas. Anak Krakatoa é um dos 127 vulcões ativos registrados no arquipélago.