Telefone AU ONLINE: (54) 3522 - 4888

Editoria CIDADE

CIDADE

CIDADE

Envie sua matéria para Repórter Cidadão

FIM DE SEMANA

Jornal destaca violência contra mulher em Erechim

  • 28/04/2013 08:38:00

Tida como a cidade com o maior índice de agressões contra mulheres, Erechim deve ganhar ainda neste semestre, a primeira Patrulha Maria da Penha desta região o Estado. O comando do 13º  Batalhão Brigada Militar, estabeleceu como prioridade a atenção da corporação para esta área, campeã absoluta de ocorrências.    

A violência contra a mulher em Erechim patrocinou um dos mais brutais assassinatos do Estado, no apagar das luzes de 2012, quando na madrugada de 22 de dezembro, Shaiane Bueno de Lima(24), foi morta a facadas pelo ex-marido, na casa em que ela vivia com os filhos. Fernando da Silva(25), não pensou duas vezes para desferir vários golpes de faca na vítima, na frente dos filhos. 

Em 2012, 200 mulheres foram mortas em situações e por causas parecidas no Rio Grande do Sul, segundo dados da própria Secretaria de Segurança Pública.  O Jornal Zero Hora, de Porto Alegre, publica na edição deste domingo, uma ampla reportagem sobre o assunto. Erechim aparece na reportagem por ter sido a cidade onde ocorreu um dos últimos crimes contra a vida  

da mulher em 2012 e um dos primeiros em 2013. 

Na madrugada do sábado, 19 de janeiro deste ano, outra mulher foi morta com requintes de crueldade pelo exmarido em Erechim.Janaina Paula Pillar Tolakóski(19), era mãe de uma menina de quatro anos e foi degolada na cama. A filha de Janaina entrou para a estatística de órfãos de mães mortas pelo pai no Rio grande do Sul. Em 2012, diz a matéria do Jornal Zero Hora, 155 crianças perderam o lar, a mãe e tem a maioria dos pais presos.