Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Gilmar Mendes diz que Moro era “chefe da Lava Jato” e Dallagnol, “um bobinho”
Ministro do STF concedeu entrevista à revista Época
Da Redação
por  Da Redação
13/06/2019 10:01 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O Ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes criticou a relação entre o ex-juiz Sérgio Moro e o Procurador da República Deltan Dallagnol. Para o Magistrado, os principais nomes da operação Lava Jato “anularam a condenação” do ex-presidente Lula com a suposta colaboração entre os dois. As declarações foram dadas em entrevista à revista Época, em reportagem publicada nesta quinta (13).

As revelações do site The Intercept Brasil, segundo o ministro, mostraram que ““o chefe da Lava-Jato não era ninguém mais, ninguém menos do que Moro”. Para Gilmar, Dallagnol “é um bobinho”, enquanto o verdadeiro operador da força-tarefa era o atual ministro da Justiça e Segurança Pública.

De acordo com a Época, Mendes identificou implicações diretas das mensagens expostas com detalhes da operação. O ministro do STF acusou Moro e Dallagnol de terem simulado uma denúncia. “Não é só uma falta ética, isso é crime”, afirmou à publicação. Gilmar Mendes ainda disse não ser contra o combate à corrupção, mas contra o que denominou de “modelo de Curitiba”.

FONTE Rádio Guaíba

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...