Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mais de 1,5 milhões de passaportes foram emitidos no primeiro semestre de 2019
Mais de 1,5 milhão de passaportes foram produzidos no primeiro semestre de 2019. A emissão cresceu pelo segundo ano consecutivo, segundo dados da PF...
Redação
por  Redação
04/08/2019 21:28 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade


Mais de 1,5 milhão de passaportes foram produzidos no primeiro semestre de 2019. A emissão cresceu pelo segundo ano consecutivo, segundo dados da PF (Polícia Federal).

O levantamento aponta que foram emitidos 1.296.325 documentos no primeiro semestre de 2017, 1.487.074 no mesmo período de 2018 e 1.598.977 no mesmo período de 2019. O aumento foi de 23,34% do primeiro semestre de 2017 para o mesmo período de 2019. Em 2019, o maior número de emissões (296.162) aconteceu no mês de maio. No sentido contrário, o menor número foi registrado em junho (236.838).

O especialista em turismo Bruno Guimarães diz que o aumento é um primeiro passo para o setor. “Se a pessoa tirou um passaporte, ela tem no mínimo a intenção de viajar, que pode ser de curto, médio ou longo prazo”, afirma.

Segundo Guimarães, hoje o turismo movimenta, direta ou indiretamente, outras 60 atividades, como a rede hoteleira, aluguel de carros, táxis e restaurantes. Para saber se de fato as pessoas estão viajando mais, será necessário avaliar os indicadores de embarque e desembarque nos próximos meses.

O diretor executivo da AVP documentação, Orlando Matheus, afirma que no caso dos intercâmbios, por exemplo, o período de emissão de passaportes é sazonal, com altas em novembro e dezembro e junho e julho. “Para quem vai fazer um high school (ensino médio no exterior), as aulas começam em setembro. Em junho e agosto a demanda é grande por isso. Já em novembro começa novamente por causa das pessoas que vão viajar em dezembro e janeiro”, afirma.

O executivo afirma que a emissão estar maior este ano por causa das eleições e das melhores expectativas para a economia. O Ministério do Turismo disse ao R7, em nota, que “diversos podem ser os motivos para o aumento na emissão do passaporte e o Ministério do Turismo não dispões de nenhum estudo sobre o tema. O aumento da emissão não significa, necessariamente, que mais brasileiros estão viajando para o exterior”.

O processo de solicitação do passaporte começa pelo preenchimento de um formulário online e pagamento da taxa de emissão, que é de R$ 257,25 neste ano. O interessado deve preencher o documento com informações pessoais e clicar em “imprimir” ao final, para gerar a GRU (guia de recolhimento da união).

O agendamento do atendimento só será feito depois do pagamento da taxa. Depois disso, é preciso acessar o site da Polícia Federal novamente e selecionar a guia “Agendar atendimento”. Com o atendimento agendado, o requerente precisa reunir a documentação necessária e ir até o posto selecionado. A previsão normal de entrega do passaporte é de seis dias úteis.

Mesmo os brasileiros que já possuem passaporte precisam emitir um novo, inclusive com um novo número, depois do vencimento. O documento tem validade de 10 anos para maiores de 18 anos e varia de um a cinco anos de acordo com a idade do menor.

Colaborou: Correio do Povo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...