Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Um dos foragidos mais procurados da região sul é preso em SC
Ele é suspeito de liderar grupo envolvido na morte de dois PMs no final de junho em Porto Alegre
Redação
por  Redação
04/08/2019 21:42 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A Polícia Militar de Santa Catarina prendeu, neste domingo (4), o líder de uma facção criminosa de Porto Alegre que era um dos foragidos mais procurados da Região Sul por delitos como tráfico de drogas e homicídios.

Vladimir Cardoso Soares, conhecido como Xu, 49 anos, foi detido por volta das 17h em Laguna, no sul do Estado vizinho. Ele é alvo de quatro mandados de prisão por homicídios qualificados. Soares também é apontado pela polícia como chefe do grupo que teria matado dois policiais militares na Vila Maria da Conceição, em Porto Alegre, em 26 de junho.

A prisão contou com a participação do Batalhão de Operações Especiais (Bope), do Grupo de Inteligência e de policiais do 28º Batalhão da polícia catarinense, além do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico (Denarc) e da Brigada Militar do Rio Grande do Sul.

Ainda segundo a Polícia Militar de Santa Catarina, o setor de inteligência das polícias gaúchas havia descoberto que o suspeito estaria no Litoral Sul entre Imbituba e Laguna. Na última semana, a PM de Imbituba passou a acompanhar o caso e a auxiliar nas buscas pelo suspeito junto com a Brigada. Neste domingo, ele foi preso quando estava em uma casa com outros quatro homens e a esposa no bairro do Mar Grosso, em Laguna.

— A Corregedoria-Geral da Brigada Militar vinha acompanhando o indivíduo, por uma série de homicídios ocorridos. Ele era chefe de uma facção criminosa e havia contraído quatro mandados, todos por homicídio qualificado. Como é um indivíduo altamente perigoso, pedimos apoio do Bope, de Florianópolis, que se deslocou até Imbituba e nos apoiou nesta prisão — afirmou o major Daniel Nunes, comandante da PM de Imbituba e comandante da operação.

O suspeito seria conduzido a uma unidade do sistema prisional em Laguna e, durante a semana, deverá ser transferido para o Rio Grande do Sul. Até a publicação desta notícia, a reportagem não havia conseguido localizar o advogado de defesa.

Colaborou: GZH

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE