Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Inter deve priorizar uso de jogadores da base em 2020
Nomes como o atacante João Peglow, campeão mundial pela Seleção sub-17, devem receber chances no time principal
Redação
por  Redação
22/11/2019 15:55 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade


O Inter termina 2019 com um grupo inchado. Segundo o site oficial do clube, há 39 jogadores à disposição de Zé Ricardo neste momento. O número não mudará nem para menos nem para mais até o final do Campeonato Brasileiro, mas deverá sofrer uma redução em 2020. Além disso, o clube deve priorizar o aproveitamento de atletas formados ou com passagem pelas categorias de base, como João Peglow, atacante que usou a camisa 10 da Seleção Brasileira na conquista do título mundial sub-17, na semana passada.

O Inter precisa reduzir o grupo para, por mais contraditório que pareça, fazer novas contratações. Peças pouco utilizadas, como Rithely, Santiago Tréllez e Neílton, além de outras que fracassaram, como Guilherme Parede, Wellington Silva e Klaus, devem deixar o clube. Os quatro primeiros tem contrato até dezembro e não renovarão. Os dois últimos precisam ser envolvidos em negociações, pois possuem vínculo mais longo com o Inter. 

“Há alguns contratos se encerrando. No nosso planejamento, alguns desses jogadores não ficarão, abrindo espaço para novos investimentos. Sempre pensamos no equilíbrio financeiro do clube aliado ao aprimoramento do clube e, a cada ano, a gente melhorou o grupo. O elenco de 2018 era melhor do que o de 2017 e o de 2019 é melhor do que o de 2018. Agora, precisamos de peças pontuais para dar um salto de qualidade em 2020”, enfatizou, recentemente, o presidente Marcelo Medeiros.

O clube também pode desfazer-se de alguns titulares. Patrick interessa ao futebol da Turquia desde o meio da temporada. Agora, a saída dele pode ser facilitada. O agente do volante, Marcelo Robalinho, está na Europa neste momento e pode trazer uma proposta concreta ao Inter.

"Interesse (de jogar na Europa), eu tenho. Mas por enquanto, não sei de nada. Hoje, o meu empresário está lá fazendo o seu trabalho. Se tiver que vir notícia boa para mim e para o Inter, tudo bem. Hoje eu acredito que não tenha nada”, disse Patrick, ontem à tarde, em entrevista. Outro titular em boa parte do ano que deve sair é Nico López. O jogador, dono de um dos maiores salários do elenco, deve ser vendido para o Tigres, do México.

Colaborou: CP

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE