Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
ESPECULAÇÃO | Representante de Guerrero afirma que peruano iria feliz para jogar pelo Boca Juniors, diz jornal
Rádio argentina entrevistou Francesco Balbi, advogado do jogador, que admitiu contatos dos dirigentes argentinos com o Inter
Redação
por  Redação
29/11/2019 18:49 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade


O empresário de Paolo Guerrero, Francesco Balbi, revelou que o atacante "estaria feliz de ir jogar pelo Boca Juniors". O peruano desperta o interesse das três chapas que concorrem à presidência do clube. Segundo Balbi, dirigentes argentinos já teriam procurado os do Inter para tratar da negociação. Porém, maiores definições só aconteceriam depois da eleição, marcada para o dia 8 de dezembro. A entrevista foi registrada pelo portal Olé depois ter sido dada ao programa Super Deportivo Radio, da rádio Villa Trindad.

— Paolo adoraria ir para a Argentina, principalmente ao Boca — disse o representante Francesco Balbi, que ainda apontou uma cláusula contratual de US$ 4,5 milhões (R$ 19 milhões) para que Guerrero saísse do Inter.

Balbi afirma que candidatos à direção do Boca Juniors e dirigentes do Inter já teriam conversado. Entretanto, pela indefinição que permanece até a eleição, o contato não teria passado de perguntas sobre Paolo Guerrero. O técnico da seleção peruana, Ricardo Gareca, também revelou ter recebido consultas dos presidenciáveis sobre o centroavante.

A reportagem do Olé também fala da intenção de Riquelme, candidato à vice-presidente em uma das chapas da eleição. O argentino diz que gostaria de levar Guerrero para jogar no Boca, caso a chapa do ganhasse as eleições.

— Todas equipes querem um jogador como Paolo. Quem sabe jogar pode fazê-lo em qualquer idade — declarou o ex-camisa 10, elogiando o faro de gol do peruano de 35 anos de idade e 18 gols em 2019.

Paolo Guerrero chegou ao Inter em agosto de 2018 e tem contrato até 2021. 

Colaborou: GZH

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE