Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
ASTRONOMIA | Foram registrados mais de 200 meteoros sobre o céu do RS na madrugada deste sábado
Chuva de meteoros Geminídeos, que ocorre anualmente no mês de dezembro, atingiu seu pico neste dia 14 e foi visível a olho nu
Redação
por  Redação
14/12/2019 18:04 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Nesta imagem, é possível ver, sobrepostos, 48 meteoros registrados nos céus do Rio Grande do Sul


A última chuva de meteoros do ano reservou um espetáculo para quem resolveu olhar para os céus na madrugada deste sábado (14). A Gemínida, um dos principais eventos astronômicos desse tipo, foi visível em praticamente todo o mundo e a olho nu, tanto no Hemisfério Sul quanto no Norte. O evento, que ocorre anualmente no mês de dezembro, começou no dia 4 e irá durar até terça-feira (17), mas o pico foi justamente neste dia 14.

No observatório montado em Taquara, no Vale do Paranhana, por Carlos Jung, diretor científico da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon), uma rede de colaboradores voluntários que se dedica a registrar fenômenos no céu brasileiro, foram registrados mais de 200 meteoros apenas nesta madrugada.

— É uma das principais chuvas de meteoros que não se originam de um cometa — explica Jung, complementando que o evento ocorre devido ao asteroide 3200 Faetonte.

A chuva de meteoros ganhou esse nome – Gemínidas, Geminidas, ou Geminídeos – porque se encontra na constelação de Gêmeos. É rápida, brilhante e com uma coloração amarelada. De acordo com a agência espacial americana Nasa, a Gemínida é considerada uma das mais impressionantes chuvas de meteoros visíveis da Terra.

Porém, nem sempre foi assim. A Gemínida só deu as caras a partir do século 19, e ainda assim não eram tão significativas quanto as de chuvas hoje em dia. O número de meteoros visíveis por hora variava entre 10 e 20. Atualmente, a Nasa informa que, "durante seu pico, podem ser observados 120 meteoros por hora em condições perfeitas para visibilidade".

Como observar

O pico da chuva de meteoros já passou, mas ainda será possível observar o evento até terça-feira (17).

Lugares afastados das grandes cidades são os ideais para observar o espetáculo. A recomendação da Nasa é de que, no caso da Gemínida, se espere até a lua começar a se pôr, já que a luz do satélite pode ofuscar os meteoros menores, que são os mais numerosos.

A principal dica é: encontre o lugar mais escuro possível e aguarde cerca de 30 minutos até que seus olhos se adaptem à escuridão. Evite olhar para o celular, já que isso vai prejudicar sua visão noturna. Também é ideal escolher um lugar confortável para deitar e olhar para o céu com atenção e paciência.

Colaborou: GZH

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE