Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Bombeiros concluem investigação sobre afogamento de gaúchos em Santa Catarina
O relatório apontou que não houve falhas de socorro nas mortes de Pitter Deivis Silva, 21 anos, e Kewyn Dias Vaz, 22.
GZH
por  GZH
02/01/2020 23:48 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O Corpo de Bombeiros encerrou as investigações sobre os afogamentos de dois gaúchos em praias de Santa Catarina. O relatório apontou que não houve falhas de socorro nas mortes de Pitter Deivis Silva, 21 anos, e Kewyn Dias Vaz, 22, de acordo com o coronel César Assumpção Nunes, comandante do Corpo de Bombeiros da 1ª Região.

Outros três banhistas morreram afogados no Estado vizinho nesta temporada de verão, mas o relatório ainda não foi concluído.

Conforme a apuração, o afogamento de Pitter Deivis Silva, 21 anos, em Canasvieiras, ocorreu às 20h40min do dia 27 — depois do horário de fechamento dos postos. Um guarda-vidas que estava encerrando o expediente ainda conseguiu remover Silva da água, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Sobre a hipótese de que a dragagem para aumentar a faixa de areia na praia possa ter provocado o acidente, o coronel explica que pode ter contribuído, mas não foi a causa do afogamento:

— (A dragagem) Pode ter sido coadjuvante em função do talude que está em acomodação.

Mesmo assim, como ocorreu outro afogamento na véspera do Natal, o local recebeu reforço na sinalização e de efetivo — o número de guarda-vidas foi ampliado de cinco para 15. Além disso, placas com avisos foram colocadas a cada 50 metros, quadriciclos e barcos dos bombeiros circulam pela costa e agentes da Guarda Municipal alertam os banhistas após o horário de fechamento dos postos.

Já em relação a morte de Kewyn Dias Vaz, 22 anos, natural de Porto Alegre, em Balneário São Miguel, em Biguaçu, os bombeiros afirmam que houve rápida intervenção dos guarda-vidas, mas que não foi possível salvar o jovem. Conforme o coronel César, Vaz não conhecia a praia e caiu em uma corrente existente a cerca de 90 metros da costa, afundando rapidamente.

Outras três mortes no mar catarinense
 

Na tarde de sexta-feira (27), um jovem de 25 anos morreu afogado na Praia da Ferrugem, em Garopaba, no litoral sul do Estado. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima era de Novo Hamburgo. Banhistas afirmaram aos socorristas que o homem teria ido ajudar uma vítima de afogamento na água, teve um mal súbito e foi retirado do mar já inconsciente e com parada cardiorrespiratória.

Na quarta (25), um jovem de 17 anos morreu afogado em São Francisco do Sul, no Litoral Norte. O caso ocorreu na praia de Ubatuba por volta das 16h30min. O adolescente estava no mar com familiares quando começou a se afogar e não retornou para a superfície. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Na véspera do Natal, um turista porto-alegrense morreu afogado na praia de Canasvieiras, em Florianópolis (SC), no final da tarde da última terça-feira (24). Ele foi identificado como Anderson Francisco de Souza Martins e tinha 51 anos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE