Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Gustavo Mansur/Palácio Piratini
Projeto dos professores sofrerá alteração após reajuste do piso nacional
Projeto dos professores que irá para votação na Assembleia Legislativa deve ser definido nesta semana pelo governo.
Rádio Guaíba
por  Rádio Guaíba
14/01/2020 15:31 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

O governador do Estado confirmou já ter em mãos simulações do impacto do reajuste do piso nacional do magistério na proposta de reestruturação do plano de carreira da categoria. O governo federal propõe um aumento de quase 13% no salário dos professores, forçando uma revisão no projeto do Palácio Piratini. Eduardo Leite pontuou que a correção vai custar R$ 290 milhões aos cofres do Executivo em 2020.

Para enviar à Assembleia Legislativa, o governo tem três opções de matérias. De acordo com Eduardo Leite, a decisão sobre qual delas será a definitiva deve ser tomada nesta terça-feira. “Nós vamos conversar com o nosso líder do governo na Assembleia, entender com os deputados da base qual pode ser o melhor encaminhamento”, projetou. “Tenho os cenários na minha mão, tenho uma visão pessoalmente estabelecida sobre qual deverá ser o projeto a ser adotado”, revelou o governador.

Convocação extraordinária

Outro assunto em pauta na rua Duque da Caxias, entre o Palácio Piratini e Assembleia, é o cronograma para a votação dos projetos. O governo deseja que os textos sejam apreciados em convocação extraordinária entre os dias 27 e 31 de janeiro. No entanto, Eduardo Leite não garantiu o envio de todos os textos de uma vez só.

O governador citou as possibilidades para garantir a votação do pacote. “Isso dependerá da condição técnica dos projetos; de ajustes eventuais que deverão ser feitos em função do diálogo que temos, permanente, com a nossa base na Assembleia“, observou. “Se for possível toda dentro de uma sessão extraordinária; se não, vamos avaliar da forma que será, poderá ser convocada extraordinária pra uns projetos e outros não”, ressaltou.

Na manhã desta terça-feira, o governo do Estado promoveu um seminário para avaliar o ano de 2019 e projetar as medidas de 2020. O encontro recebeu secretários e deputados da base aliada no Palácio Piratini.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...