Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Inep divulga notas do Enem 2019
Candidatos podem conferir a pontuação individual na Página do Participante
GZH
por  GZH
17/01/2020 10:02 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

Na manhã desta sexta-feira (17), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. É possível conferir na Página do Participante — por meio do portal e do aplicativo do Enem.

Os candidatos têm acesso à nota de redação, que varia de zero a mil, e à pontuação de cada uma das áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias, e matemática e suas tecnologias.

Para ver as notas, o candidato deve fazer login, informando seu número de CPF e a senha cadastrada no momento da inscrição. Caso o participante tenha esquecido a senha, pode conferir o tutorial de recuperação divulgado pelo Ministério da Educação em outubro de 2019.

A nota do Enem é a principal porta de entrada para o Ensino Superior no país. Com ela, é possível se inscrever para vagas em instituições públicas do país em diferentes lugares, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O Sisu abre inscrições em 21 de janeiro.

Além disso, a nota pode ser utilizada para pleitear bolsas parciais ou integrais em instituições de ensino privadas por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni), bem como para ser beneficiado pelo programa de financiamento estudantil do governo, o Fies.

Cálculo das notas

Para chegar ao resultado, o Inep adota um conjunto de modelos matemáticos que permitem a comparabilidade entre as edições do exame. Ou seja, as notas do exame não são calculadas com uma simples soma do número de questões acertadas e, sim, a partir de uma escala — como uma régua que mede o nível de conhecimento do participante.

De acordo com o nível de dificuldade, as 180 questões das provas ocupam uma posição diferente na régua. Além disso, as respostas devem seguir uma linha de coerência: errar perguntas consideradas fáceis e acertar as mais difíceis sinaliza uma inconsistência do participante, indicando um possível "chute". Por isso, dois candidatos que fizeram a mesma edição e acertaram o mesmo número de questões podem ter notas diferentes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...