Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Fabiano do Amaral
Segundo o Corpo de Bombeiros, ressaca que atinge o litoral norte vai até a próxima quinta-feira
"É importante ressaltar que os banhistas devem observar as mudanças de corrente, pois por causa das alterações marítimas, o perigo ainda está presente."
Correio do Povo
por  Correio do Povo
19/01/2020 21:34 – atualizado há 2 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A ressaca que atingiu o Litoral Norte gaúcho e catarinense neste final de semana deu uma diminuída no domingo. A previsão do Corpo de Bombeiros é de que o fenômeno se estenda até a próxima quinta-feira. A temperatura variou entre os 23ºC e os 26ºC com registro de muito vento nas praias. Apesar da bandeira vermelha – que manteve-se nos últimos dias – os veranistas lotaram as praias e voltaram a entrar na água gelada, de poucas ondas, do mar.

“Está estabilizando (a ressaca) e a princípio o mar já apresenta melhores condições de balneabilidade. Entretanto é importante ressaltar que os banhistas devam observar as mudanças de corrente, pois por causa das alterações marítimas, o perigo ainda está presente. As correntes de retorno podem sugar os banhistas para dentro do mar”, analisou o sargento Posenato, do Corpo de Bombeiros Militar de Cidreira. “Provavelmente esta ressaca deva continuar até a quinta-feira”, ressaltou.

Apesar do cenário não ser o mais seguro aos veranistas, nenhum acidente foi registrado no balneário. “Felizmente graças a nossa cultura de prevenção, não ocorreu nada grave nestes dias de ressaca. Utilizamos muito apito, bandeiras de sinalização e dialogamos muito com os veranistas, mostrando os limites e cuidados que eles devem ter. E temos recursos de salvamento como cabos, boias”, informou o guarda-vidas.

Ainda em Cidreira, a veranista Cláudia Rodrigues, de Sapucaia do Sul, contou que no domingo os banhistas puderam voltar a ocupar a faixa de areia à beira-mar. “No começo do final de semana o jeito foi ficar no calçadão, pois a água chegava até a mureta. Por pouco não perdi alguns pertences”, revelou.

Em Tramandaí, também ocorreu uma pequena melhora. Os veranistas voltaram a lotar a praia, indo para a areia com suas cadeiras, guarda-sóis, chimarrão. “Hoje o mar está agitado, mas melhor do que o sábado e a sexta-feira, quando não dava nem para ficar aqui na beira do mar. Mesmo assim não pretendo entrar na água. Vou ficar só observando o movimento e descansando”, afirmou o porto-alegrense Maurício Fernandes, em Tramandaí.

Já a veranista Rica Carvalho, também de Porto Alegre, disse que o domingo estava perfeito, em comparação aos dias anteriores. “Eu vim curtir a praia, mas meus filhos não quiseram, preferindo ficar em casa jogando vídeo-game”, lamentou. “Espero poder voltar a tarde e que eles venham comigo”, completou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE