Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
36ª Cavalgada do Mar termina um dia antes por causa da ressaca
O evento iniciou no dia 15 de fevereiro, em Torres, e deveria encerrar no sábado, dia 22, em Dunas Altas, distrito de Palmares do Sul.
Rádio Guaiba
por  Rádio Guaiba
22/02/2020 22:10 – atualizado há 27 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O tempo ruim interrompeu o trajeto final programado para a Cavalgada do Mar, que realizou neste ano sua 36ª edição. “Tivemos de antecipar em um dia o encerramento”, disse o comandante da caminhada e presidente do Instituto Cavalgada do Mar, Eduardo Amaro Pellizzer. “O mar subiu muito na sexta-feira e diminuiu muito a faixa da praia onde passaríamos com os cavalos”, ressaltou.

Foto: A folhaTorres

O evento iniciou no dia 15 de fevereiro, em Torres, e deveria encerrar no sábado, dia 22, em Dunas Altas, distrito de Palmares do Sul. Porém, os problemas interromperam o trajeto nessa sexta-feira pela manhã, no Balneário Pinhal.

“Tivemos de pensar na saúde dos cavalos, que se seguíssemos o trajeto programado, teriam de andar pelos cômoros, mas aí a areia é muito fofa e eles já estavam cansados. Foi uma jornada árdua. Então optamos pelo encerramento”, destacou.

Apesar de a caminhada não ter sido concluída, Bellizzer classificou como positivo o evento, que passou por Torres, Arroio do Sal, Capão da Canoa, Santa Terezinha, Tramandaí, Cidreira e Pinhal. 

“A Cavalgada está cada vez melhor, com um excelente grupo. Foram cerca de 900 cavaleiros e amazonas participando este ano”, enumerou ele. 

Durante o trajeto, ocorreram diversas atividades culturais e integradoras em relação à cultura gaúcha. “A Cavalgada é uma grande homenagem ao Rio Grande do Sul e à nossa história”, disse.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE