Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Governo remove diplomatas da Venezuela e quer que Maduro faça o mesmo no Brasil
A equipe de Bolsonaro descarta, porém, participação do Brasil numa eventual ação de intervenção direta na Venezuela para derrubar Maduro.
G1
por  G1
05/03/2020 20:59 – atualizado há 15 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O governo federal determinou a remoção de quatro diplomatas brasileiros e de 11 funcionários que atuam na embaixada na Venezuela. E agora quer que o governo de Nicolás Maduro faça o mesmo em relação aos diplomatas que atuam na embaixada do país em Brasília.

A decisão sobre a remoção foi publicada nesta quinta-feira (5) no "Diário Oficial da União" e determina a saída de diplomatas e funcionários na embaixada em Caracas e nos consultados na capital e em Ciudad Guayana, além do vice-consulado, em Santa Elena do Uairén.

O movimento faz parte do embate que o presidente Jair Bolsonaro tem travado com Nicolás Maduro desde que assumiu a Presidência da República.

Bolsonaro chegou a prever, no início do mandato, que a queda de Maduro era uma questão de dias, o que acabou não acontecendo. Depois, atuou junto com os Estados Unidos para fazer uma pressão pela destituição do presidente venezuelano e também não obteve sucesso.

O Brasil passou a reconhecer Juan Guaidó como presidente autodeclarado da Venezuela. A equipe de Bolsonaro descarta, porém, participação do Brasil numa eventual ação de intervenção direta na Venezuela para derrubar Maduro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE