Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Letícia Ferrari/NSC TV
Agroindústria de Chapecó busca água no rio Uruguai
A distância a ser percorrida é de 23 quilômetros, da unidade até o Goio-Ên. A empresa já adotou essa medida em outras estiagem severas.
NSC/DC
por  NSC/DC
23/03/2020 21:25 – atualizado há 33 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A BRF começou a puxar água do Rio Uruguai nesta segunda-feira, pois o reservatório da barragem do Engenho Braun, no Lajeado São José, está com apenas 40% da capacidade. A empresa não informou o número de caminhões. A distância a ser percorrida é de 23 quilômetros, da unidade até o Goio-Ên. A empresa já adotou essa medida em outras estiagem severas.

Também não é a primeira unidade a fazer isso. Desde fevereiro a empresa está transportando água do lago de Itá para a unidade de Concórdia. Lá são 35 caminhões que transportam seis viagens de 38 mil litros cada.

Pelo menos 27 cidades estão em situação de emergência no estado. Em Águas Frias e Jaborá a Casan já transporta água de caminhões-pipa para atender a zona urbana. Vários municípios, entre eles Chapecó e Concórdia, levam água para propriedades do interior.

Confira a nota da BRF:

Chapecó, 23 de março de 2020 – A BRF informa que, para garantir a qualidade e segurança de seus processos, realizará a captação de água do Rio Uruguai, localizado em Goio-Ên, a partir de 23 de março. A medida emergencial decorre da atual escassez de água no município de Chapecó, em Santa Catarina e tem como objetivo abastecer a unidade fabril e evitar interrupção da produção local. A companhia se mantém comprometida no uso consciente da água, seguindo padrões de qualidade da norma ISO 14001 e monitora 100% das unidades do Brasil por meio do Índice de Sustentabilidade Ambiental (ISA), sob os aspectos dos efluentes, resíduos, emissões atmosféricas, resíduos, outorgas e licenças ambientais.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE