Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Pets
Cadela de terapia leva carinho à equipe de saúde que atua contra coronavírus
Wynn já é conhecida dos funcionários e está sendo treinada por Susan Ryan, médica de emergência no hospital.
CNN Brasil
por  CNN Brasil
26/03/2020 14:33 – atualizado há 4 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

As heroínas e os heróis surgem em diversas formas e tamanhos. Neste caso, eles têm quatro patas e pelo macio.

Wynn, cão de serviço em treinamento, leva alegria e carinho à equipe médica que está na linha de frente do combate ao novo coronavírus na cidade norte-americana de Denver, no Colorado.

Este labrador fêmea, de apenas um ano de idade, alivia a rotina de trabalhadores da área da saúde que precisam muito de uma folga para descansar a mente do ritmo frenético da sala de emergência do Centro Médico Rose.

Susan Ryan compartilhou nas redes sociais uma foto ao lado de Wynn no hospital

Wynn já é conhecida dos funcionários e está sendo treinada por Susan Ryan, médica de emergência no hospital. Ela compartilhou, nas redes sociais, uma foto ao lado da cadela, ambas sentadas no chão da instituição.

“Eu vi Wynn voltando após um passeio no lado de fora [do hospital]. Eu caí no chão e disse ‘posso ficar um minuto com ela?’”, contou Ryan à CNN.

Ela afirmou que tinha acabado de atender um paciente e lavou as mãos antes de ter qualquer contato com Wynn. “Ver e ouvir coisas, que não se pode deixar de ver e ouvir, causam um impacto em você”, disse Ryan. “É aí que os cães entram. Quando se está com eles, você tira um momento para si.”

Wynn está sendo treinada atualmente para se tornar assistente da Companheiros Caninos pela Independência, uma organização sem fins lucrativos que fornece assistência gratuita feita com cachorros para adultos, crianças e veteranos de guerra com deficiência, segundo o site oficial.

Ryan treina Wynn desde que a cadela tinha oito semanas de idade. Ela costuma levar a companheira canina para visitar o hospital. “Tem sido a melhor parte do nosso dia”, contou Ryan.

Hoje, Wynn está no escritório de assistentes sociais e fica de plantão para os funcionários que precisam do amor de um cachorrinho para aliviar o estresse. Na sala, pouca luz e música para meditar compõem o melhor local para a equipe médica tirar um tempo para descansar antes de retornar ao trabalho. E todos lavam as mãos antes de tocar em Wynn.

Para ajudar os médicos, Ryan sugere que as pessoas mantenham o distanciamento social, lavem bem as mãos e cuidem-se. “Isso diminuirá o número de pessoas que chegam até nós”, afirmou ela. “Fizemos um juramento. Vamos continuar de pé e trabalhar.”

Ryan também ressaltou que ficou muito emocionada ao ver vídeos nas redes sociais de pessoas apoiando o trabalho dos funcionários da área da saúde.

O movimento #Solidarityat8 pede que as pessoas se dirijam às janelas por volta das 20h para aplaudir e honrar o trabalho desses profissionais que atuam em hospitais, clínicas, casas de repouso e outras unidades médicas.

“Estamos todos juntos nisto”, disse Ryan. “Podemos estar conectados por carinho, amor e quatro patas.”

Wynn ficará sob os cuidados de Ryan até ter entre 18 e 22 meses. Depois, ela será enviada a um programa de treinamento profissional em um dos centros da organização.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...