Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Política
Barroso sobre eleições de 2020: 'Esperamos adiar o mínimo inevitável'
Barroso defendeu que o adiamento das eleições municipais é um risco à democracia brasileira por colocar em xeque diversas etapas do processo eleitoral.
CNN Brasil
por  CNN Brasil
11/04/2020 15:19 – atualizado há 19 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Em entrevista à CNN, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, que assume a presidência do TSE em maio, admitiu que há a possibilidade de mudanças no calendário eleitoral de 2020 devido à pandemia do novo coronavírus, mas mostrou-se resistente ao cenário.

Carlos Moura/Divulgação STF
"Estamos monitorando como evolui a disseminação da doença, a minha posição e da então presidente [do TSE] Rosa Weber é que ainda é precoce a tomada de uma decisão, embora nós já estejamos trabalhando com a eventual possibilidade de um adiamento [das eleições]. O que tenho defendido é que se houver necessidade de se postergarem as eleições, que seja pelo prazo mínimo indispensável para que elas possam se realizar com segurança para a população", disse o ministro.

Barroso defendeu que o adiamento das eleições municipais é um risco à democracia brasileira por colocar em xeque diversas etapas do processo eleitoral, incluindo os testes realizados com as urnas eletrônicas.

"Há a preocupação com o cumprimento dos ritos da democracia. Portanto, esperamos adiar o mínimo inevitável. Se for necessário adiar para meados de novembro, adiaríamos; se for necessário para o primeiro domingo de dezembro, também. O esforço maior é de fazer as eleições ainda neste ano para evitar a prorrogação de mandatos."

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...