Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Ministro Sergio Moro avalia pedir demissão do governo; Bolsonaro tenta reverter
Pedido teria relação com tentativa do presidente de mudar comando da Polícia Federal.
NSCTotal
por  NSCTotal
23/04/2020 15:14 – atualizado há 30 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ao ministro da Justiça, Sergio Moro, que irá trocar o diretor-geral da Polícia Federal. O ministro reagiu mal ao comunicado e avalia deixar o governo.

O cargo hoje é ocupado por Maurício Valeixo, homem de confiança de Moro, mas Bolsonaro já vinha ameaçando uma troca no comando da PF por querer ter controle sobre a atuação do órgão.

Três nomes são cotados para o posto. O secretário de Segurança Pública, do Distrito Federal, Anderson Torres; o diretor da Agência Brasileira de Inteligência, Alexandre Ramagen; e o diretor do Departamento Penitenciário (Depen), Fabiano Bordignon.


Com esse novo embate, Moro vê cada vez mais distante a promessa de uma vaga no Supremo Tribunal Federal. Esse caminho já estava enfraquecido especialmente depois da divulgação de mensagens privadas que trocou com procuradores da Lava Jato.

Sob o comando de Moro, a Polícia Federal viveu clima de instabilidade no ano passado, quando Bolsonaro anunciou uma troca no comando da superintendência do órgão no Rio e ameaçou trocar o diretor-geral.

No meio da polêmica, o presidente chegou a citar um delegado que assumiria a chefia do Rio, mas foi rebatido pela Polícia Federal, que divulgou outro nome, o de Carlos Henrique de Oliveira, da confiança da atual gestão. Após meses de turbulência, o delegado assumiu o argo de superintendente, em dezembro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...