Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Agro
Brasil colheu 121 milhões de toneladas de soja
A produção potencial de 121,26 milhões de toneladas da safra de soja representa uma leve redução ante as 121,92 milhões de toneladas da última estimativa
Revista Rural
por  Revista Rural
05/05/2020 21:10 – atualizado há 28 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

O sétimo levantamento da Consultoria DATAGRO para a safra 2019/20 do Brasil traz leve redução na produção de soja com a colheita já virtualmente encerrada no país, totalizando 121,26 milhões de toneladas. Paralelamente, a safra de milho teve sua estimativa de produção elevada ante o último levantamento, totalizando potencial de 102,18 milhões de t nas duas safras brasileiras.

A produção potencial de 121,26 milhões de t da safra de soja representa uma leve redução ante as 121,92 milhões de t da última estimativa. Ainda assim, esse volume deve representar uma alta de 2% ante a safra do ano passado (119,19 milhões de t). A área plantada saltou para 36,92 milhões de hectares, com aumento de 3% ante área de 35,92 milhões de ha em 2018/19, mas o rendimento médio caiu de 3.306 kg/há desde a estimativa anterior para 3.289 kg/ha.

O coordenador de Grãos da DATAGRO, Flávio Roberto de França Junior, destaca que as condições climáticas para o desenvolvimento da safra foram um pouco piores do que as registradas na safra passada, com perda na produtividade média em 5 dos 15 principais estados produtores. Destaque para a perda expressiva por conta da escassez de chuvas no terceiro maior estado produtor, que normalmente é o Rio Grande do Sul, além de Santa Catarina.

A safra 2019/20 de milho no Brasil teve revisão altista de produção pela DATAGRO ante o último levantamento, com potencial de produção nas duas safras de 102,18 milhões de toneladas em todo o país, ante 101,93 milhões de t no último levantamento, e pouco acima do recorde da safra passada de 102,08 milhões de t. A área tem previsão de 18,39 milhões de ha, 4% acima dos 17,66 milhões de ha do ano que passou.

A área de milho na 1ª safra teve leve revisão baixista, para 4,40 milhões de hectares, ante 4,42 milhões de ha no último levantamento. A produtividade foi estimada em 5.815 kg/ha ante previsão anterior de 5.823 kg/ha. A colheita do milho de verão também caminha para a finalização, com 97,9% da área colhida na região Centro-Sul do Brasil até o dia 24 de abril.

“Já para a safra de inverno de 2020, tivemos área total no Brasil revisada para 13,99 milhões de ha, 4% superior aos 13,39 milhões de ha do ano passado”, ressalta França. A 2ª safra tem estimativa de produção de 76,58 milhões de t ante 76,21 milhões de t do levantamento anterior. A produtividade estimada é de 5.473 kg/ha ante 5.478 kg/ha no mês passado. Mas aqui temos ainda grandes incertezas em função da estiagem que atinge o Paraná, a região Sudeste e parte da região Centro-Oeste, já com perdas de potencial produtivo. E onde chuvas urgentes são necessárias para evitar o agravamento dos prejuízos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...