Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Agro
Decretada situação de emergência na área rural de Passo Fundo
Estiagem provocou perda de produção para mais de 300 famílias; prejuízos ultrapassam os R$ 100 milhões de reais
O Nacional
por  O Nacional
09/05/2020 14:57 – atualizado há 21 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

A Prefeitura Municipal de Passo  Fundo decretou situação de emergência nas áreas rurais do município em razão do agravamento das perdas provocadas pela estiagem no estado. O documento, publicado na sexta-feira (8), reporta "sérios danos" causados a 302 famílias de agricultores, que convivem com a falta de água nessas localidades da zona rural, e prejuízos significativos às culturas de soja, milho e pecuária leiteira.

O prolongamento da seca, como pondera o decreto, pode causar a perda total dos cultivos agrícolas. De acordo com o laudo técnico emitido pela Emater, nessas propriedades interioranas de Passo Fundo, a cultura da soja teve uma perda estimada em 1.867(kg/ha), índice de 50%, resultando em um valor de quebra de R$ 106 milhões de reais. O milho em grão, porém, foi o mais afetado pela falta de chuvas. A perda de produção estimada chegou a 60% ou 5.388 (Kg/ha) com um prejuízo de R$ 4,2 milhões de reais aos produtores.

A pecuária leiteira foi a menos afetada, com uma perda de 30% na produção de leite. Ainda assim, os cálculos são estimados em 319.050 litros/mês, resultando em um valor de quebra de R$ 818 mil reais. Os prejuízos chegaram, também, às culturas na cadeia de horticultura afetando em torno de 40 famílias, sendo aproximadamente 120 pessoas com perdas estimadas em 40% da produção agrícola.

Os danos ambientais e econômicos gerados pela falta de chuva devem impactar em uma perda de arrecadação, para o Município, que ultrapassa os R$ 111 milhões de reais.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...