Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Economia
Gol e Azul reabrem bases e anunciam 85 novos voos diários em junho
Total de viagens, porém, representa queda de 87% em relação a antes da pandemia. Gol reabre base de Chapecó em junho.
GaúchaZH
por  GaúchaZH
21/05/2020 05:44 – atualizado há 21 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A malha aérea prevista para junho no país, em meio à pandemia do coronavírus, terá 85 novos voos diários das companhias Gol e Azul, que incluem a volta das operações ao aeroporto de Congonhas, na capital paulista, e a reabertura de cinco bases de cada empresa.

A Gol anunciou que, além de reabrir bases, terá cem voos diários para o mês de junho, ante os 68 previstos na chamada malha aérea essencial de maio — 47% a mais. Já a Azul passará dos 115 em dias de pico neste mês para 168, no mês que vem. Em abril, foram 70.

De acordo com a Gol, 20 voos começarão em 10 de junho, data a partir da qual serão reabertas bases em Chapecó (SC), Ilhéus e Porto Seguro (BA), Juazeiro do Norte (CE) e Petrolina (PE), todas com ligação com o aeroporto internacional de Guarulhos. Juazeiro terá quatro saídas semanais, enquanto as outras bases terão três.

Além de retomar o serviço nesses locais, a Gol também voltará a operar no aeroporto de Congonhas, o que fará com que Guarulhos deixe de concentrar as atividades da aérea. A partir dele, terá voos para Florianópolis, Navegantes e Salvador, com quatro saídas semanais, e Recife, com seis, e retomará, ainda em Congonhas, horários corporativos para Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre, a partir de 10 de junho.

Em relação ao período pré-pandemia do coronavírus, porém, o total de voos previstos para junho representa queda de 87%, segundo a aérea.

Em Brasília, a companhia terá voos para Recife (três vezes por semana) e Rio de Janeiro (Galeão), de segunda a sábado, também a partir da mesma data. No aeroporto do Rio, voltará a operar em Aracaju (três vezes semanais), Curitiba, Porto Alegre (nos dois casos exceto sábado) e Vitória (cinco voos por semana).

Já a Azul voltará a operar a partir de 15 de junho nos aeroportos de Congonhas, Aracaju e Natal. Ribeirão Preto deverá ter voos no dia 10 e Rondonópolis (MT) retomará as operações no dia 22. Na capital paulista, serão dois voos diários para Rio de Janeiro e Belo Horizonte, além de operações também todos os dias para Recife e Cuiabá. Do Rio, a Azul vai retomar voos diretos para Porto Alegre e Brasília, a partir do aeroporto Santos Dumont.

O governo de Mato Grosso divulgou nota em que o secretário do Desenvolvimento Econômico, César Miranda, diz que a retomada dos voos "sinaliza que a economia começa a voltar ao ritmo de forma lenta e gradual".

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...