Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Alina Souza / CP
Segurança
Polícia Rodoviária Federal define operações de fiscalização nas estradas gaúchas
Por videoconferência, gestores regionais voltaram a se reunir para alinhavar operações de fiscalização nas estradas.
CP
por  CP
29/05/2020 22:13 – atualizado há 15 horas
Continua depois da publicidadePublicidade

O surgimento do novo coronavírus no Rio Grande do Sul provocou alterações no dia a dia da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Desde que a pandemia atingiu o Estado, os policiais adotaram uma série de protocolos de higiene e passaram a definir ações específicas com base no monitoramento de casos em solo gaúcho. Nesta quinta-feira, por videoconferência, gestores regionais voltaram a se reunir para alinhavar operações de fiscalização nas estradas.

As reuniões ocorrem duas vezes por semana, em dois turnos, e reúne as equipe de gestão da superintendência do RS, que envolve os chefes de delegacia, da área operacional, e da área de inteligência. Superintendente-executivo da PRF, Leandro Wacholtz explica que a ideia é traçar um panorama e também analisar quais operações devem ser desencadeadas nos próximos dias adotando cuidados para evitar o contágio da Covid-19. "As reuniões são para definir as ações de fiscalização e, ao mesmo tempo, para se proteger e evitar ser contaminado pelo vírus", frisa.

De acordo com Wacholtz, logo no início da pandemia a PRF criou protocolos de ações durante e após trabalho. Ele afirma que houve mudanças nas abordagens policiais e na maneira de utilizar as viaturas. "Agora elas passam por assepsia. Os policiais utilizam máscaras, álcool em gel, luvas, e fazem limpeza do etilômetro de forma adequada", observa. Um protocolo de ação foi definido também para casos de policiais suspeitos de contaminação pela doença. "Se algum colega testar positivo, todas as equipes que trabalharam e tiveram contato com ele ficam de sobreaviso para não entrar em contato. Procuramos isolar a unidade e fazer testes em todos demais", frisa.

Conforme Wacholtz, um colega da unidade de Eldorado do Sul testou positivo. "Em razão disso, isolamos a área, fizemos descontaminação para que os demais pudessem trabalhar", acrescenta. Mesmo com redução do fluxo de veículos nas rodovias federais, o tráfico de drogas se intensificou desde meados de março. "No período da pandemia, houve acréscimo de 180% de apreensão de maconha. Todos os índices de apreensão de drogas se elevaram desde 12 de março, com significativo aumento de apreensões de drogas e cigarros", avalia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...