Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Esporte
Inter acredita na fidelidade de seus torcedores e lança nova campanha de associação
Com oferta de camiseta personalizada e nome em memorial, clube incentiva adesão dos colorados em meio à pandemia
CP
por  CP
02/06/2020 12:18 – atualizado há 36 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Sem rodeios ou qualquer intenção de disfarçar o tamanho da crise financeira que enfrenta, o Inter lançou uma nova campanha de associação. E apelou pela participação dos colorados em vídeo divulgado nesta segunda-feira nas redes sociais. “O impacto econômico da pandemia alcançou o nosso Gigante e tivemos que tomar sérias medidas como resposta a um dos piores cenários financeiros da nossa história”, diz a campanha.

A ideia é chamar os torcedores a se associarem mesmo durante a pandemia | Foto: Ricardo Duarte / Inter / CP Memória

A ideia é chamar os torcedores a se associarem mesmo durante a pandemia. E, aos que já são sócios, o apelo é para que mantenham em dia o pagamento das mensalidades, que é praticamente a única receita ordinária que se manteve desde a paralisação do futebol, em março. Em retribuição pela fidelidade, o Inter dará uma camiseta personalizada a cada novo associado. Além disso, o clube construirá uma espécie de memorial onde será exposto o nome dos associados que seguirem junto com clube durante a pandemia.

“De maneira geral, os associados estão se mantendo fiéis. Houve uma queda importante no começo, mas já ocorreu uma recuperação. Há novos associados, e a inadimplência recuou um pouco”, afirma o vice-presidente da administração, Victor Grunberg. Em maio, a inadimplência chegou a 25% dos quadro de associados, o que fez o Inter deixar de arrecadar mais de R$ 2 milhões. Em abril, o percentual foi menor, de cerca de 20%.

Em tempos normais, a inadimplência varia entre 12% e 15%. Nessa média, os associados deixam algo entre R$ 7 e 8 milhões todos os meses nos cofres. Nos últimos dois meses, entretanto, esse valor foi bem menor. O objetivo da nova campanha, cujos detalhes serão divulgados nas próximas semanas, é retomar um patamar parecido.

O Inter fechou o primeiro semestre de 2020, ainda sem sentir os efeitos da pandemia, com R$ 34 milhões de déficit. As projeções para o restante da temporada não são animadoras. Segundo estimativas da direção colorada, a queda nas receitas, caso o futebol não volte nas próximas semanas, superará os R$ 100 milhões até dezembro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...