Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Após ter pedido de carona recusado, homem viaja quase 500 km pendurado em caminhão em SC
Segundo o policial rodoviário federal que atendeu a ocorrência, o homem estava deitado entre o tambor de ar e o chassi do caminhão. Veja depoimento do policial que atendeu a ocorrência.
ClicRDC
por  ClicRDC
26/06/2020 14:24 – atualizado há 40 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Um homem viajou quase 500 km pendurado em um caminhão, após ter o pedido de carona recusado pelo motorista do veículo. Ele foi descoberto por um policial rodoviário federal, durante uma abordagem ao caminhão. Após a abordagem, o homem fugiu em direção ao mato. O fato aconteceu na madrugada desta sexta-feira (26), em Xanxerê.

Segundo informações do policial rodoviário federal Heraldo Kraschinski, que atendeu a ocorrência, por volta da 0h30 a PRF recebeu uma ligação do motorista do caminhão. O condutor relatou aos policiais que havia saído de Navegantes, litoral catarinense, por volta das 17h, e na saída um homem pediu carona. Por não conhecer a pessoa, não atendeu ao pedido e seguiu viagem.

Em Ponte Serrada o motorista parou para lanchar, por volta de 23h30. No momento que comia, para a surpresa do condutor, o homem que havia pedido carona parou do lado dele. O motorista pagou um lanche para o indivíduo e rapidamente seguiu viagem.

Ao chegar ao perímetro urbano de Xanxerê, o condutor ligou para a PRF e relatou o ocorrido, pois estava com medo que o homem estivesse em alguma parte do veículo. Os policiais realizaram a abordagem e com auxílio da lanterna procuraram por todas as partes do caminhão. Segundo o policial que atendeu a ocorrência, ele foi encontrado agarrado e deitado entre o tambor de ar e o chassi do caminhão.

Após convencer o homem a deixar o local, ele fugiu em direção ao mato e não foi mais encontrado. O motorista seguiu viagem, para Chapecó.

Confira o relato do atendimento feito pelo policial da PRF, Heraldo Kraschinski.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...