Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Economia
Governo gaúcho anuncia pagamento de mais uma parcela do salário de maio e o calendário de junho
Reprogramação de datas foi possível porque as perdas de arrecadação deste mês não se confirmaram no volume previsto
GZH
por  GZH
29/06/2020 23:16 – atualizado há 13 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O governo do Estado anunciou nesta segunda-feira (29) o pagamento de mais uma parcela do salário de maio dos servidores públicos. Também anunciou o calendário de junho. Será depositado nesta terça-feira (30) o valor de R$ 3.750. A sexta parcela do 13° salário de 2019 também será depositada nesta terça.

Divulgação

O novo depósito representa a quitação total para quem ganha líquido até R$ 6.750 (87% dos vínculos) e o pagamento desse valor aos demais que têm rendimentos acima dessa quantia. A reprogramação do calendário foi possível porque as perdas de arrecadação de junho não se confirmaram no volume previsto. A previsão inicial era pagar esses R$ 3.750 em 10 de julho.

— Sempre foi nosso compromisso que, havendo margem financeira, anunciaríamos novos depósitos. Com a queda de receitas menor do que o esperado em junho, é possível avançarmos no pagamento da folha de maio em relação ao que se previa, embora ainda enfrentemos um momento de grande instabilidade da economia — afirma o secretário estadual da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso.

Calendário de junho

O governo pretende começar a pagar o salário de junho dos servidores em 13 de julho. A previsão é depositar para quem recebe líquido R$ 1,5 mil, quitando a folha para 23% dos vínculos. Os pagamentos seguintes, para todos os servidores que recebem acima de R$ 1,5 mil, serão no sistema de parcelas. O primeiro depósito deverá ser em 14 de julho, no valor de R$ 2,2 mil, representando, assim, a quitação de 45% dos vínculos.

Em seguida, seriam feitos depósitos em 31 de julho (R$ 800, quitando salários até R$ 3 mil, no qual se enquadram 58% dos vínculos) e em 12 de agosto, ocasião em que se quitaria a folha.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...