Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Ciência
Lançada em Portugal a primeira máscara que inativa o novo coronavírus
Os criadores afirmam que a máscara possui um “revestimento inovador que neutraliza o vírus SARS-CoV-2 quando este entra em contacto com o tecido.
Agrolink
por  Agrolink
27/07/2020 10:36 – atualizado há 14 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Foi anunciada neste sábado (25) em Portugal a criação da primeira máscara têxtil e reutilizável capaz de inativar o vírus SARS-CoV-2, que provoca a doença COVID-19. Denominada MOxAd-Tech, a máscara “superou com sucesso os testes realizados pelo Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes”, conforme informa o consórcio de empresas e institutos de pesquisa responsáveis pela tecnologia.

Os criadores afirmam que a inovação possui um “revestimento inovador que neutraliza o vírus SARS-CoV-2 quando este entra em contacto com o tecido, efeito que se mantém mesmo depois da realização de 50 lavagens”. 

O investigador e virologista Pedro Simas explica que os testes à máscara MOxAdtech revelaram uma “redução viral de 99% ao fim de uma hora de contacto com o vírus, de acordo com os parâmetros de testes indicados na norma internacional”.

“De forma simplificada, estes testes consistem na análise do tecido após o contacto com uma solução que contém uma determinada quantidade de vírus, cuja viabilidade se mede ao longo do tempo”, diz Simas. As máscaras já estão sendo produzidas em Portugal e serão comercializadas pelo valor de 10 euros no país e também em toda a União Europeia.

O consórcio é composto pela fabricante, a estamparia Adalberto, grupo Sonae, Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes, Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal e a Universidade do Minho.

Ainda não foi anunciada a disponibilização da máscara contra COVID-19 para países de fora da Europa. O Brasil registrou 1.178 mortes pela Covid-19 confirmadas nas últimas 24 horas, chegando ao total de 85.385 óbitos. Já são 2.348.200 brasileiros com o novo coronavírus desde o começo da pandemia, 58.249 desses confirmados no último dia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...