Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Economia
Governo catarinense muda forma de contratar manutenção da frota prevendo economia de 30%
Os custos anuais com oficinas para manter os veículos são de aproximadamente R$ 16,6 milhões.
Assessoria Gov/SC
por  Assessoria Gov/SC
31/07/2020 10:43 – atualizado há 40 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Os mais de 11,7 mil veículos que compõem a frota do Estado, entre terrestres, aquáticos e aéreos, terão uma nova forma de receber manutenção preventiva ou corretiva. Os custos anuais com oficinas para manter os veículos são de aproximadamente R$ 16,6 milhões. Com a mudança na contratação, a economia anual pode chegar a R$ 5 milhões, ou seja, 30% a menos para o mesmo tipo de serviço, além de mais transparência e controle nas contrações.

“Desde o início desta gestão assumimos o compromisso com a economicidade e esse é mais um bom exemplo. Ao mesmo tempo em que avançamos no combate ao desperdício de dinheiro público, estamos conseguindo investir cada vez mais com recursos próprios. Tudo que é poupado volta para a população em forma de serviços com mais qualidade”, destaca o governador Carlos Moisés.

Foto: Divulgação/Secom

A diretora de Gestão de Licitações e Contratos da Secretaria de Estado da Administração (SEA), Karen Bayestorff, explica que o modelo adotado é semelhante ao da contratação dos combustíveis. “Abandonamos os mais de 100 contratos que o Estado mantinha com as inúmeras oficinas, para a contratação de uma única empresa, responsável por credenciar as oficinas prestadoras do serviço, apontando os orçamentos mais baratos e ainda concedendo um desconto sobre o preço final”, disse.

O controle sobre os gastos também se tornará mais preciso. “Com base nas informações técnicas dos relatórios gerenciais, o Estado pode adotar políticas de reposição de frota, considerando a viabilidade, o tempo de uso e a recorrência de manutenções que os veículos exigem”, afirma o secretário da Administração, Jorge Eduardo Tasca.

Como vai funcionar o novo sistema

“A partir da consolidação do novo modelo, os gestores diretos das frotas vão apontar no sistema a necessidade de manutenção, especificando o tipo de veículo e qual serviço a ser executado. O sistema disponibilizado pela empresa contratada vai apresentar os orçamentos das oficinas credenciadas e as condições do serviço, gerando economia e facilidades para todos”, diz o coordenador da Gerência de Transportes da SEA, Aarão Schmitz.

Os veículos e equipamentos motorizados operam a serviço da população nos 295 municípios catarinenses, nas diversas áreas de atuação do Estado, como Saúde, Educação, Segurança Pública, com atuação das polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, entre outras.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...