Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Delegado Rodrigo Brown disse que homem planejava assaltos em solo paranaense nas próximas duas semanas | Foto: Polícia Civil Paraná / Divulgação / CP
Segurança
Criminoso gaúcho responsável por ataque a banco e carro-forte é preso no Paraná
Criminoso conhecido como Peru foi preso pelos agentes do Cope, durante uma operação deflagrada ao amanhecer em Curitiba e Fazenda Rio Grande.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
31/07/2020 15:01 – atualizado há 40 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A Polícia Civil do Paraná capturou nesta sexta-feira um dos maiores assaltantes gaúchos de banco e carro-forte, com uso de explosivos, que estava foragido no Rio Grande do Sul. Trata-se do criminoso conhecido como Peru, de 42 anos. Ele foi preso pelos agentes do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), sob comando do delegado Rodrigo Brown, durante uma operação deflagrada ao amanhecer em Curitiba e Fazenda Rio Grande. Um cúmplice, um bandido paranaense envolvido também em ataques a banco e carro-forte, foi detido junto na ação que teve quatro mandados judiciais de busca e apreensão executados.

Em entrevista à reportagem do Correio do Povo, o delegado Rodrigo Brown revelou que o criminoso gaúcho estaria envolvido com uma quadrilha paranaense que planejava cometer um ataque nas próximas duas semanas. A ação criminosa ocorreria no interior do Paraná. Segundo ele, o próximo passo da investigação é localizar o esconderijo do armamento e identificar os demais integrantes da quadrilha. O delegado-chefe do Cope lembrou também que não é de agora que bandidos gaúchos e paranaenses atuam em conjunto.

Além do Rio Grande do Sul e Paraná, Peru também costuma atuar em Santa Catarina, onde inclusive foi preso em 2014. Natural de Caxias do Sul, o bandido tem vasta ficha de antecedentes criminais e estava foragido do regime semiaberto desde abril deste ano. Ele foi investigado diversas vezes pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul desde 2005, sendo presos em inúmeras ocasiões. Em fevereiro de 2016, a quadrilha em que atuava foi desarticulada durante uma ação do Departamento Estadual de Investigações Criminais quando pretendia atacar agências bancárias durante o feriado de Carnaval na região de Soledade.

O bando estava escondido em um sítio no interior do município de Mormaço. Na chegada dos agentes ocorreu um confronto, sendo que nove bandidos foram presos e um décimo morreu na troca de tiros. Peru ficou ferido no tiroteio. Na época, o grupo teria sido responsável por mais de 20 ataques a banco e carro-forte desde 2014, com o uso de explosivos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...