Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Extensionistas concluem curso de Marketing Digital ministrado pelo IFRS de Erechim
Programado para ser realizado presencialmente, em função da pandemia da Covid-19, os conteúdos foram ministrados em cinco encontros virtuais
Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar
por  Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar
01/08/2020 00:19 – atualizado há 23 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Nesta sexta-feira (31) encerrou o curso de Marketing Digital e E-commerce para extensionistas rurais da Emater/RS-Ascar, realizado em parceria com a Instituto Federal Do Rio Grande do Sul (IFRS), Campus Erechim. Programado para ser realizado presencialmente, em função da pandemia da Covid-19, os conteúdos foram ministrados em cinco encontros virtuais (webconferências), nas sextas-feiras do mês de julho, para 39 técnicos da Emater/RS-Ascar das áreas de Cooperativismo, da Agroindústria e para os responsáveis pelo aplicativo da Feira Virtual da Agricultura Familiar (Fevaf), uma rede que conecta produtores a consumidores.

A demanda surgiu do considerável número de cooperativas, agroindústrias e agricultores familiares investindo em ações de vendas online no período de quarentena. “Diante disso, nada mais necessário que atender nosso foco de tecnologia e capacitação, ampliando o conhecimento sobre Marketing Digital e Comércio Eletrônico aos extensionistas que acompanham essas organizações e famílias, para que sejam abertas mais oportunidades”, ressaltou o diretor técnico da Emater/RS, Alencar Rugeri, durante a abertura do evento virtual no início do mês (03/07).

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar

“Mesmo antes da pandemia, já havia se pensado em criar canais de comercialização próprios, se utilizando da internet, porém, em meio ao isolamento e restrições nas comercializações, mais cooperativas e agroindústrias passaram a buscar essa alternativa para fortalecer o relacionamento com os clientes e garantir renda e escoamento da produção”, complementou Rugeri. Isso fez com que o lançamento do projeto da Fefav fosse acelerado e antecipado para abril. Em três meses, o aplicativo já conta com mais de mil empreendimentos cadastrados, de 300 instalações e de cem mil visualizações.

De acordo com o extensionista da Emater/RS e coordandor do projeto, Francisco Manteze, o principal objetivo do curso é contribuir na construção do conhecimento dos extensionistas para que possam orientar melhor as organizações assistidas, para que essas também obtenham melhores resultados. “Os extensionistas que estão participando das atividades atendem 160 cooperativas da agricultura familiar, que envolvem mais de 36 mil associados”, destaca. O curso contou com a coordenação do professor de Gestão e Negócios, Sidnei Dal’Agnol; da coordenadora de Extensão, Marlova Balke e do diretor-geral do IFRS, Campus Erechim, Eduardo Predebom.

Segundo o extensionista e coordenador da Unidade de Cooperativismo (UCP) de Erechim, Jonathan Imlau, a parceria junto ao IFRS é de longa data para realização de diversas atividades que se inter-relacionam com o público assistido. “Agora com esse curso de Marketing, sobre as últimas tendências desse canal de comercialização que tem crescido cada vez mais. E especialmente neste momento de pandemia”. Imlau também destacou o aprendizado como as cooperativas se organizam por meio da logística para ter eficiência nas entregas e destinação do produto ao consumidor final. “Então esse curso foi muito valioso para nós da Emater podermos dar cada vez mais um melhor atendimento aos nossos assistidos, prestando um serviço ainda mais qualificado”.

Para a coordenadora da UCP de Frederico Westphalen, Márcia Faccin, o curso foi de extrema importância para todos os extensionistas que participaram e trabalham diretamente ligados às cooperativas e agroindústrias. “Principalmente no momento que houve ruptura nas vendas feitas até então pelos canais tradicionais e com a pandemia as cooperativas nos demandaram apoio e assistência para que pudéssemos auxiliar em busca de novas alternativas para escoamento da produção. E esse curso virtual trouxe nos trouxe um monte de opções para que possamos prestar esse auxílio e atender a demanda para que as cooperativas e agroindústrias se tornem mais competitivas nesse dinâmico e novo mercado comercial”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...