Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Esporte
Hamilton faz pole 95 e vai duelar com Bottas na estreia da Fórmula 1 em Mugello
Leclerc foi destaque com a Ferrari em quinto, enquanto Vettel naufragou no Q2 com o outro carro vermelho.
CP
por  CP
12/09/2020 12:01 – atualizado há 10 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Uma bandeira amarela tirou Valtteri Bottas da briga na sua última volta, mas Lewis Hamilton foi impecável de novo e anotou a primeira pole-position da Fórmula 1 em Mugello com 1min15s144. O britânico chegou a 95 poles e vai puxar a primeira fila da Mercedes, com Bottas em segundo a 59 milésimos. Max Verstappen usou toda a velocidade de curva da Red Bull e foi terceiro, mais perto do que nunca a três décimos de segundo.

Alex Albon foi um confortável quarto lugar, mesmo tomando tempo de Verstappen. O destaque do Q3 acabou sendo Charles Leclerc. Ele mostrou o potencial da Ferrari nas curvas de alta, apesar da falta de motor, e vai largar num honroso quinto posto na milésima corrida de F1 da Ferrari.

Conseguiu, dessa forma, empurrar as duas Racing Point para trás, com Sérgio Perez melhor que Lance Stroll. O oitavo foi Daniel Ricciardo com a Renault, enquanto Carlos Sainz numa desconfortável McLaren foi o nono. Esteban Ocon deveria ter ido melhor, mas errou na sua tentativa e rodou para ser 10º. Rodada que, inclusive, tirou qualquer chance de Bottas melhorar sua última tentativa, definindo o resultado final do grid.

Sebastian Vettel escapou do mico da degola no Q1 por milésimos de segundo, na corrida dos 1000 GPs da Ferrari. Enquanto Charles Leclerc passou fácil da primeira fase, o alemão seguiu em péssima fase e só não foi cortado por conta de um erro de George Russell, que botou uma roda fora da pista e perdeu tempo. Do céu ao inferno, o vencedor em Monza Pierre Gasly acabou como primeiro cortado em Mugello, na sua AlphaTauri.

O grande destaque acabou sendo Kimi Raikkonen. O veterano usou toda sua experiência de testes em Mugello para superar os limites da Alfa Romeo e avançar para o Q2 pela segunda vez na temporada. Outro que se salvou foi Romain Grosjean, numa volta perfeita para a Haas. Acabaram cortados Antonio Giovinazzi, Russell, Nicholas Latifi e o último colocado, Kevin Magnussen.

No Q2, contudo, Vettel não escapou do corte com uma performance lamentável apenas em 14º e ainda quase perdeu para Grosjean. Não conseguiu entrar na casa de 1min16s e levou tempo até de Kimi Raikkonen. Enquanto isso, Charles Leclerc entrou com facilidade no Q3, mostrando que a Ferrari tem sim um bom potencial para sua corrida comemorativa.

O primeiro a sobrar foi Lando Norris, empurrado para 11º exatamente pelo companheiro Carlos Sainz. A McLaren não gosta de pistas com as curvas longas de alta e colocar ao menos um no Q3 acabou sendo um bom resultado. Daniil Kvyat errou sua melhor volta e será o 12º, liderando Raikkonen, Vettel e Grosjean.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...