Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Brasil, Uruguai e Argentina sobem ao pódio na final do Freio de Ouro
Nos machos o campeão foi o vencedor da FICCC 2018, Colibri Matrero.
O Sul
por  O Sul
28/09/2020 08:30 – atualizado há 31 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Foram quatro dias de competição, com variações no tempo. O calor e o sol dos primeiros dias foram substituídos pela chuva em parte do domingo de decisão da final da 39ª edição do Freio de Ouro, promovido pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC). Neste dia 27 de setembro de 2020 foram conhecidos os vencedores do ciclo realizado no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), durante a Expointer Digital.

A qualidade dos conjuntos se destacou durante as provas, tanto que foi notória a disputa acirrada e a alternância de posições desde o primeiro dia. Mas na última volta ficaram à frente a égua Balisa III do Itapororó, da Cabanha Quaraci, de Santa Cruz do Sul (RS), montada pelo ginete Fábio Teixeira da Silveira entre as fêmeas, e o cavalo Colibri Matrero, da Cabaña La Pacifica, do Uruguai, guiado pelo ginete Gabriel Viola Marty, nos machos.

Foto: Mauro Schaefer

A Freio de Ouro 2020 Balisa III do Itapororó também foi vencedora do Bocal de Ouro deste ano e já tinha sido 3ª melhor fêmea na Morfologia na Expointer em 2017. Importante destacar que no Bocal ela entrou em 7ª no último dia e cresceu na competição também chegando em primeiro lugar. O ginete Fábio Teixeira da Silveira que também foi Freio de Prata nas fêmeas e nos machos afirmou que nem em seus melhores sonhos imaginava vencer a final do Freio de Ouro. “Os três cavalos que conduzi são fora de série, muito bons de lidar e por isto se tornam competitivos”, destacou.

O vencedor dos Machos Colibri Matrero também foi o campeão do Freio de Ouro da FICCC em 2018 e Freio de Bronze no mesmo ano. O ginete Gabriel Marty muito emocionado agradeceu a toda família pela conquista antes de dar a volta campeã na pista com a bandeira do Uruguai. “Estou muito feliz com o resultado pois represento um país. Foi uma prova muito competitiva”, afirmou.

A realização do ciclo foi uma grande tarefa realizada com êxito pela ABCCC. Devido à pandemia causada pelo Coronavírus, foi preciso estabelecer um protocolo sanitário, construído com a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS). Apenas organização, expositores diretos, ginetes e veterinários podiam participar das etapas classificatórias, que não tiveram a presença de público, mas foram transmitidas pela Internet pelo canal do YouTube da ABCCC e demais redes sociais da entidade.

O presidente da ABCCC, Francisco Fleck, ressaltou a importância de ter sido criado o protocolo sanitário e garantir que fosse cumprido a risca. Salientou que foram realizadas cinco classificatórias até chegar à final neste domingo. “Mesmo sem público presente no parque a estimativa é de que cerca de 80 mil pessoas tenham assistido as provas pelas nossas transmissões e pelas nossas redes sociais”, observou, lembrando que a prova do Freio de Ouro foi de altíssimo nível com alternância de cavalos e éguas nas primeiras posições.

Fleck disse, ainda, que a ABCCC lutou muito para que existisse a Expointer Digital e salientou a parceria do governo do Estado. “Conseguimos realizar as nossas provas durante o ano somente porque tivemos autorização do governo estadual e também da prefeitura de Esteio, o que foi muito importante, mas sempre cuidando da saúde das pessoas, cuidando para que houvesse condições de trabalhar em um ambiente aberto, e lutando todo o final de semana para fazer as nossas atividades com qualidade”, finalizou.

O julgamento ficou a cargo do trio de avaliadores Gustavo Silveira Rodrigues, Luciano Corrêa Passos e Mário Moglia Suñe na categoria das fêmeas, enquanto nos machos os jurados foram Lauro Varela Martins, Leonardo Rodrigues Teixeira e Thiago Schilling de Ávila.

Confira o resultado

FÊMEAS

Freio De Ouro

Balisa III do Itapororó

Criador: Condominio Rural Itapororó/Santa Marta

Expositor: Rosalie Tavares Negrini Jones

Estabelecimento: Cabanha Quaraci, Santa Cruz Do Sul-Rs

Ginete: Fabio Teixeira Da Silveira

Média: 21,199

Freio de Prata

Divindad 42 Nombrado

Criador: Gabriela Zancanaro Tonet

Expositor: Gabriela Zancanaro Tonet E Fernando Tonet

Estabelecimento: Cabanha Da Figueira, Panambi-RS

Ginete: Fabio Teixeira Da Silveira

Média: 20,576

Freio de Bronze

Jaguel Nueve Lunas

Criador: Green Belt S/A

Expositor: Green Belt S/A E Fernando Lampert Weiand

Estabelecimento: Cabanhas Septiembre E Maufer, Cruzeiro Do Sul-RS

Ginete: Claudio Dos Santos Fagundes

Média: 20,470

Freio de Alpaca

Poral Calandria II

Criador: José Maria Campiotti Buela

Expositor: José Maria Campiotti Buela

Estabelecimento: Cabaña Don Poro, Lavalleja-UY

Ginete: Juan Pablo González

Média: 20,255

Nos machos o campeão foi o vencedor da FICCC 2018, Colibri Matrero. Foto: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

MACHOS

Freio De Ouro

Colibri Matrero

Criador: La Pacífica

Expositor: Cabana La Pacifica

Estabelecimento: Cabaña La Pacifica, Uruguai-Uy

Ginete: Gabriel Viola Marty

Média: 22,217

Freio de Prata

Fantástico de São Pedro

Criador: Eduardo Macedo Linhares

Expositor: Eduardo Macedo Linhares, Rodrigo Castellarin Fialho

Estabelecimento: Est Ncia Gap São Pedro, Cabanha La Pátria, Uruguaiana-RS

Ginete: Fabio Teixeira Da Silveira

Média: 21,577

Freio de Bronze

Zêzere Do Cangucu

Criador: Mauro Duarte Mabilde Silveira

Expositor: Júlio César Carlotto, Emiliano Lopese Santiago Juan Cruz Tapia

Estabelecimento: Cabanha Oj, Cabaña Cerro Chenquee Cabaña La Delfina, Erechim-RS e Argentina

Ginete: Fagner Crescencio Espindola

Média: 21,242

Freio de Alpaca

Escorpião De São Pedro

Criador: Eduardo Macedo Linhares

Expositor: Artur Freire Diogo Junior

Estabelecimento: Estancia Sao Diogo, Santa Vitória Do Palmar-RS

Ginete: Jose Fonseca Macedo

Média: 20,698

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...