Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mundo
Dupla leva Nobel de Economia por melhorias na teoria do leilão
As descobertas da dupla beneficiam vendedores, compradores e todas as pessoas que pagam impostos em todo mundo.
Rádio Guaiba
por  Rádio Guaiba
12/10/2020 16:34 – atualizado há 30 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A dupla Paul R. Milgrom e Robert B. Wilson levou o prêmio Nobel de Economia, anunciado nesta segunda-feira (12), por pesquisas sobre a teoria dos leilões. Milgrom e Wilson conseguiram utilizar os conhecimentos sobre o tema para criar novos formatos de leilões para bens e serviços mais difíceis de serem comercializados, como frequências de rádio.

As descobertas da dupla beneficiam vendedores, compradores e todas as pessoas que pagam impostos em todo mundo. A academia sueca afirma que leilões estão em todos os lugares e afetam o dia a dia de todas as pessoas. A pesquisa de Milgrom e Wilson ampliou os conhecimentos sobre os leilões e também sobre a forma como os participantes se comportam, conseguindo assim inventar formatos completamente novos.

Foto: Reprodução/ Nobel Prize

Ambos são americanos: Milgrom nasceu em Detroit, em 1948, e Wilson em Geneva, em 1937.

Wilson foi responsável por desenvolver a teoria dos leilões para objetos com valor que, no começo, é incerto para todos, mas, no final, é o mesmo. Segundo a academia, “Wilson mostrou por que proponentes racionais tendem a dar lances menores do que os próprios valores: eles se preocupam com o curso do vencedor – que é sobre pagar muito e perder tudo”.

Já Milgrom formulou uma teoria mais genérica, que não só permite os valores comuns, como também valores privados que variam de um proponente para o outro. A academia afirma que “ele analisou as estratégias de lances em uma quantidade de formatos de leilões conhecidos, demonstrando que o formato dava ao vendedor uma alta expectativa de venda quando os proponentes aprendem mais sobre os valores estimados dos outros participantes”.

Em 2019, o prêmio foi destinado a Abhijit Banerjee, Esther Duflo e Michael Kremer “por sua abordagem experimental para aliviar a pobreza global”.

O novo anúncio é o último da edição de 2020 dos prêmios. Na semana passada foram divulgados os nomes dos vencedores de Medicina, Física, Química, Literatura e Paz.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...