Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Feriadão registrou aumento no número de acidentes em rodovias federais de SC
A PRF divulgou no começo da tarde desta terça-feira(13), o balanço da Operação N. S. Aparecida 2020.
Nucom/PRF/SC
por  Nucom/PRF/SC
13/10/2020 14:02 – atualizado há 48 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A Polícia Rodoviária Federal encerrou à meia-noite desta segunda-feira dia 12 de outubro a Operação Nossa Senhora Aparecida 2020, que iniciou no dia 09 de outubro em todo o Brasil, totalizando quatro dias de fiscalização especial.

Nas rodovias federais que cortam Santa Catarina, a PRF registrou aumento no número de acidentes em relação ao mesmo período em 2018 (lembrando que ano passado não houve feriadão prolongado), mas redução no número de feridos e mortos:

2018 2020 Variação 18/20

                         2018          2020          Variação 18/20
Acid.                116             122                    + 5,1%
Feridos           170             146                    - 14,1 %
Mortos              05              02                     - 60 %

Os dois acidentes com mortos aconteceram no primeiro dia da operação, sexta: um tombamento de motociclista na BR 101 em Itajaí e um tombamento de caminhão na BR 116 em São Cristóvão do Sul.

Durante a Operação, a PRF em Santa Catarina cumpriu seu papel, realizando intensa fiscalização de trânsito. Infelizmente, centenas de condutas perigosas foram flagradas pelos policiais em apenas quatro dias:

  • Motoristas dirigindo sob efeito de álcool: 127
  • Ultrapassando em local proibido: 308
  • Motoristas ou passageiros sem cinto de segurança: 606
  • Crianças sendo transportadas sem cadeirinha: 45
  • Condutor manuseando o celular: 53

O combate ao crime também não parou durante o feriadão: 1,1 tonelada de maconha foi apreendida domingo na BR 101 em Joinville. Além disso, cinco veículos roubados foram recuperados e 49 pessoas foram detidas por motivos diversos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...