Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Economia
Sebrae negocia ampliação do crédito para micro e pequenas empresas com o governo
"Estamos falando de R$ 200 a R$ 250 bilhões de oferta de crédito para um certo conforto nessa retomada", avalia.
Gazeta do Povo
por  Gazeta do Povo
16/10/2020 13:11 – atualizado há 1 minuto
Continua depois da publicidadePublicidade

O Sebrae está buscando junto ao governo alternativas para ampliar a concessão de crédito as micro, pequenas e médias empresas, especialmente em função da crise da pandemia da Covid-19. O presidente do Sebrae, Carlos Melles, explica que as conversas estão em andamento e visam soluções em relação ao Pronampe e ao Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), em que o Sebrae pode ser avalista complementar de financiamentos para pequenos negócios. A avaliação de Melles é de que o Pronampe é qualitativamente bem feito, mas pequeno perante às necessidades das empresas, e por isso os recursos colocados sumiram "como névoa".

Com as prerrogativas de o setor ser responsável por 30% do PIB e gerar 50% dos empregos no país, a expectativa é que uma terceira linha de crédito do programa seja mais robusta. " Estamos falando de R$ 200 a R$ 250 bilhões de oferta de crédito para um certo conforto nessa retomada", avalia.

Outra opção é alocar recursos junto ao Fampe. A proposta do Sebrae é que o governo alavanque o fundo entre três e cinco vezes. "Se o Fampe tivesse recursos de R$ 50 bilhões, alavancado de três a cinco vezes, poderíamos oferecer de R$ 150 a R$ 250 bilhões em créditos. Existe uma sinalização de que o governo pode disponibilizar mais R$10 bilhões para o Fampe agora", explica.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...