Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Ciência
Prepare-se para ver muitas estrelas cadentes nos próximos dias
A chuva de meteoros Orionids, que ocorre na constelação de Órion, promete dar um lindo show no céu nos próximos dias.
Climatempo
por  Climatempo
19/10/2020 11:02 – atualizado há 9 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Prepare-se para ver um monte de estrelas cadentes nos próximos dias, o nome popular de "chuva de meteoros". Desta vez, será possível ver alguns meteoros riscando o céu até em cidades cheias de luzes artificiais, que geram a chamada poluição luminosa. A chuva de meteoros Orionids está no céu e é fácil de achar!

A chuva de meteoros Orionids, que ocorre na constelação de Órion, promete dar um lindo show no céu nos próximos dias. É considerada a melhor chuva de meteoros do mês de outubro para o ano de 2020. Além disso, tem mais três fatores que vão tornar mais convidativa a ideia de passar uma madrugada em claro olhando para o céu, se as nuvens deixarem, claro.

1 - Sem luz da Lua


A Lua não irá atrapalhar a observação, pois o nosso satélite natural não estará presente no céu durante a ocorrência da chuva de meteoros Orionids;

2- Magnitude dos meteoros


Por causa da magnitude dos meteoros, os observadores localizados nas cidades com poluição luminosa poderão contemplar alguns meteoros riscando o céu. Logicamente, melhor será para quem estiver observando os meteoros numa cidade sem poluição luminosa;

3 - Fácil de achar no céu


Localizar a chuva de meteoros Orionids no céu noturno é relativamente fácil porque ela ocorre "perto" das "Três Marias", que são fáceis identificar no céu;

Quem poderá observar?


Qualquer observador localizado no Brasil, desde que tenha um céu sem nuvens ou com pouca nebulosidade.

Para a madrugada de 20 de outubro, será o melhor dia para observar a chuva de meteoros Orionids, a nebulosidade e as condições para chuva são altas em grande parte do país.

No mapa abaixo, as regiões com apenas 1 estrela podem ter pancadas de chuva que começam na noite do dia 19 de outubro e se prolongam pela madrugada do dia 20, ou chove só na noite do 19, mas muitas nuvens ficam na madrugada do dia 20, ou ainda só chove na madrugada da terça, 20.

Pode ocorrer também de começar a chover na madrugada do dia 20, mas a chuva parar até o meio da madrugada. De qualquer forma, nas áreas com 1 estrela, a nebulosidade e a chuva podem impedir a apreciação das estrelas cadentes.

Chuva de meteoros Orionids: visibilidade em relação às nuvens em 19/20 de outubro de 2020/Climatempo

A chuva de meteoros Orionids

A chuva de meteoros Orionids é proveniente do cometa Halley. O período de observação dessa chuva está compreendido entre 02 de outubro e 07 de novembro, sendo que o melhor momento de observação irá ocorrer na virada de 19 para 20 de outubro. Mesmo que as condições meteorológicas não sejam favoráveis entre 19 e 20 de outubro, ainda assim será possível contemplar a chuva Orionids entre as noites de 17 a 22 de outubro.

Essa chuva possui incidência de meteoros rápidos, com velocidade de 67 km/s e magnitude aparente de 2.5. Essa magnitude, ou seja, o brilho dos meteoros, permite realizar a observação nas cidades que possuem poluição luminosa.

De acordo com a International Meteor Organization (IMO), essa chuva apresentou pouco menos de 20 meteoros, entre os anos de 2014 e 2016, sendo previstos para 2020, cerca de 20 meteoros por hora. Sendo assim, em média, poderemos contemplar cerca de 1 meteoro a cada 3 minutos.

Constelação de Órion (Imagem: iStock)

Para onde olhar para ver a chuva de meteoros?

Para poder localizar a constelação do Órion, com suas populares "Três Marias" e o radiante da chuva de meteoros Orionids. O fenômeno atingirá o ápice entre a noite desta terça (20) e a madrugada de quarta-feira (21).

Nesse momento a constelação do Órion estará localizada pouco acima da linha do horizonte leste, que o lado oposto ao por do sol. Porém, será a partir da 1 hora da manhã, da madrugada de 20 de outubro que começarão os melhores momentos de contemplação dessa chuva.

Por volta da 1 hora da manhã de 20 de outubro de 2020, terça-feira, a constelação do Órion estará localizada acima do horizonte leste-nordeste. Com o avançar das horas, essa constelação se dirige para sua máxima altura, cruzando o meridiano celeste, que é a linha imaginária que divide a abóboda celeste em duas partes, sendo traçada entre os pontos cardeais norte e sul cruzando o zênite, ponto mais alto do céu, em relação ao observador. Em outras palavras, vire a cabeça e olhe o máximo para cima que puder. Aí você estará olhando para o zênite.

Melhor horário para ver Órion


A constelação do Órion irá cruzar o meridiano celeste por volta das 4 horas da manhã. Sem dúvida, esse será o melhor horário de observação dessa chuva de meteoros. Após esse horário, a constelação do Órion e o radiante da chuva de meteoros irão caminhar lentamente para o horizonte oeste.

Porém, antes que ocorra o ocaso de todas as estrelas e dos demais objetos celestes da constelação do Órion, os raios solares irão ofuscar o brilho desses objetos celestes. Isso irá ocorrer por volta das 5 horas da manhã.

A figura abaixo ilustra a região do radiante dessa chuva, por volta das 2 horas da manhã, em 20 de outubro de 2020.

Esquema da localização da chuva de meteoros Orionids

Astronomia ao vivo no Youtube

Todas as terças feiras, às 21 horas, o professor Marcos Calil entra ao vivo no seu canal do Youtube, para informar os amantes da Astronomia Observacional sobre quais fenômenos astronômicos observar no céu.

Em especial, no programa que está gravado desta última terça feira, 13 de outubro de 2020, o professor Marcos Calil explica como observar os planetas, a luz cinérea da Lua, a aproximação da Lua com os planetas Mercúrio e Vênus, além desta bela chuva de meteoros.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...