Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Ministério Público de Contas pede anulação imediata do edital de expansão do Aeroporto de Chapecó
O documento pede a anulação imediata do edital após a verificação de irregularidades no processo e possíveis prejuízos aos cofres públicos municipais.
clicrdc
por  clicrdc
22/10/2020 14:44 – atualizado há 21 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O Ministério Público de Contas de Santa Catarina (MPC/SC) emitiu, na quarta-feira (21), um parecer sobre o edital de licitação referente concessão para administração, expansão, exploração e manutenção do aeroporto Serafim Enoss Bertaso, de Chapecó. O documento, assinado pelo Procurador de Contas Diogo Roberto Ringenberg, pede a anulação imediata do edital após a verificação de irregularidades no processo e possíveis prejuízos aos cofres públicos municipais.

Diante dos processos, que estão em curso, o Ministério Público afirma que “a Diretoria de Controle de Licitações e Contratações deixa claro, ao final do seu relatório derradeiro, que existem irregularidades graves nos autos aqui analisados que conduzem à anulação do certame”. O MPC destaca que, caso o contrato seja assinado aos moldes da proposta, “aponta-se um prejuízo milionário aos cofres públicos”.

Foto: Secom/Chapecó

O MP destaca, ainda, que acordo com o corpo técnico, o aeroporto de Chapecó encontra-se em operação atualmente e a anulação do certame não geraria impactos na disponibilização dos serviços. “Desse modo, conclui se que o certame deve ser anulado de imediato”, diz o documento.

A Administração Municipal manifestou que não foi informada do parecer até o momento.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...