Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Abertura de evento de Plantas Bioativas e Homeopatia reúne mais de 700 pessoas em live
Evento ocorre até a próxima sexta-feira (30), sempre de forma virtual por causa da pandemia de Covid-19.
Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional de Lajeado/ Jornalista Tiago Bald
por  Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional de Lajeado/ Jornalista Tiago Bald
26/10/2020 22:34 – atualizado há 50 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Um público superior a 700 pessoas acompanhou, na manhã desta segunda-feira (26/10), a live de abertura do 5º Seminário Regional de Plantas Bioativas e Homeopatia que, juntamente com a 2ª Jornada Sul-Brasileira de Pesquisa em Plantas Medicinais e Homeopatia e a 14ª Reunião Técnica Estadual de Plantas Bioativas, ocorrerão até a próxima sexta-feira (30/10), sempre de forma virtual por causa da pandemia de Covid-19. Os eventos estão sendo transmitidos pelas redes sociais, Youtube e Facebook da Emater/RS-Ascar e a programação completa pode ser conferida no site www.fasurgs.edu.br/plantasbioativashomeopatia.

Abrindo a atividade, o presidente da Emater/RS Geraldo Sandri salientou a importância do encontro, especialmente em tempos de pandemia. “É um momento em que, naturalmente, lançamos olhar para o simples, para aquilo que possa representar desenvolvimento de forma sustentável e com saúde”, salientou. Com o tema central “A arte de cuidar da vida com homeopatia e as plantas bioativas”, os cinco dias de atividades contarão com programação variada que abrangerá as temáticas A arte de cuidar da mente (26/10), do corpo (27/10), das plantas (28/10), dos animais (29/10) e do outro (30/10), em conversas e palestras online.

“A ideia será a de proporcionar momentos de trocas de conhecimentos, saberes e experiências sobre plantas bioativas e homeopatia na saúde humana, vegetal e animal”, destacou a extensionista da Emater/RS-Ascar e coordenadora do evento Doriana Miotto. Congregando pesquisadores, professores, estudantes, técnicos, extensionistas e pesquisadores a semana oportunizará e estimulará a divulgação de pesquisas científicas desenvolvidas por diversas instituições de ensino e relatos de experiências variados, tendo como ponto central às plantas bioativas e a homeopatia.

Primeira palestrante da manhã, a médica cirurgiã e especialista em intercuralidade e saúde Vivian Camacho promoveu uma série de reflexões sobre a importância da saúde como direito universal, que jamais deveria ser tratada como mera “mercadoria”. “A gente aprende no atual modelo de hospital, de consumo de medicamentos, de planos de saúde que há uma hegemonia no que se relaciona a este tema”, analisou. “E, assim, é ignorada a importância dos saberes ancestrais, da medicina dos povos e da cura pela espiritualidade, suas cerimônias, ofertas e rituais, como prática complementar”, destacou.

Em sua fala, Vivian reforçou ainda a importância da busca por políticas públicas e programas que visem à manutenção dos saberes que estão distantes das grandes corporações, sempre mantendo uma postura de diálogo e de respeito. “Somos seres comunitários e não individualistas”, lembrou, enquanto apresentava uma série de ações realizadas por povos tradicionais, inclusive com o objetivo de amenizar os efeitos da pandemia de Covid-19. “E, para além das plantas medicinais, vale o mesmo para o alimento, para o acesso ao saneamento, para a inclusão social e para o trabalho como forma de gerar bem-estar”, pontuou.

Na segunda palestra, o médico homeopata Ariovaldo Ribeiro Filho, destacou desde os princípios fundamentais da homeopatia, passando pela comprovação do método homeopático até chegar à abordagem integral e individual. Em sua fala, resgatou as primeiras experiências em homeopatia, feitas pelo médico alemão Samuel Hahnemann, que viriam a consolidá-la como experiência a partir da geração de um banco de dados pioneiro. Como pilar do método homeopático, afirmou ser este capaz de gerar no homem, a partir da aplicação de remédios em doses pequenas, sintomas semelhantes as das doenças a serem curadas.

Também como parte da atividade da manhã foram programados os sorteios que ocorreriam dentro do Espaço do Cuidado e que podem receber inscrições no site bit.ly/3m3xCLR. Tradicional nas outras edições, o Espaço ocorrerá de forma virtual e tem o objetivo de oportunizar terapias, práticas integrativas e atendimentos online. Todas as informações sobre o evento podem ser encontradas no site https://www.fasurgs.edu.br/plantasbioativashomeopatia/. Uma das promotoras do evento, a Emater/RS-Ascar atua de forma vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado.

Além da Emater/RS-Ascar, a programação gratuita conta com a realização da Universidade de Passo Fundo (UPF), Prefeitura de Passo Fundo, Museu Zoobotânico Augusto Ruschi (Muzar), Associação Brasileira de Homeopatia Popular, 6ª Coordenadoria Regional de Saúde, Cáritas, Cresol, Fasurgs, Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IF/RS), ICMBio, Natupharma, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Pastoral da Saúde, Coasa e Universidade Federal Fronteira Sul – campus Passo Fundo e Erechim e Tahisa Velloso.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...