Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Pixabay
Tech
Facebook identifica 22,1 milhões de conteúdos com discurso de ódio no 3º trimestre de 2020
Os dados estão no Relatório de Transparência dos Padrões de Comunidade divulgados nesta quinta-feira (19).
G1
por  G1
19/11/2020 17:38 – atualizado há 31 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O Facebook disse que identificou, ao redor do mundo, 22,1 milhões de conteúdos com discurso de ódio durante o 3º trimestre de 2020, e que para cada 10 mil visualizações de conteúdo, 10 a 11 delas continham algum material do tipo.

Os dados estão no Relatório de Transparência dos Padrões de Comunidade divulgados nesta quinta-feira (19).

No Instagram, aplicativo que também faz parte do Facebook, foram mais 6,5 milhões de conteúdos com discurso de ódio identificados durante o período.

Cerca de 95% das peças foram encontradas de forma "proativa", segundo a companhia – quando uma inteligência artificial é capaz de rotular a publicação ou comentário antes de alguém fazer uma denúncia.

Em junho, centenas de anunciantes suspenderam seus anúncios publicitários no Facebook em meio à campanha "Stop Hate for Profit" ("Dê um Basta no Ódio por Lucro", em tradução livre), alegando que a rede deveria fazer mais para acabar com o ódio e a desinformação em sua plataforma.

Celebridades, como Kim Kardashian, Leonardo DiCaprio e Katy Perry, deixaram de usar Facebook e Instagram por 24 horas em setembro para enviar uma mensagem semelhante.

Prevalência do discurso de ódio

Pela primeira vez, o relatório traz dados sobre a prevalência do discurso de ódio no Facebook em todo o mundo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...