Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Comitê Regional da AMAU pauta adoção da cogestão
Comitê orienta a adoção da Cogestão a nível regional; municípios podem publicar seus respectivos decretos adotando uma bandeira menos restritiva para o período de 12 a 18 de janeiro
Leonardo Bortolotto/Assessoria
por  Leonardo Bortolotto/Assessoria
11/01/2021 11:57 – atualizado há 40 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

COMITÊ REGIONAL DE ATENÇÃO AO CORONAVÍRUS DA AMAU PARECER ORIENTADOR - 11/01/2021

Considerando o Sistema de Distanciamento Controlado do Estado do Rio Grande do Sul, que classifica as regiões por bandeiras e grau de risco, em consonância com o Decreto 55.240/2020;

Considerando que a Região - 16 aprovou o Plano Regional Estruturado de Prevenção e Enfrentamento a Epidemia do Novo Coronavírus (Covid-19), em conformidade com o Decreto Estadual nº 55.435/2020, que versa sobre a gestão compartilhada;

Considerando que o Colegiado de Prefeitos da AMAU aprovou, atendendo o regramento legal, o Plano Estruturado Regional;

Considerando que os Municípios aprovaram seus respectivos Planos Estruturados, por meio de Decreto Municipal;

Considerando que o Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da AMAU, sistematiza na periodicidade diária e semanal, inúmeros indicadores constantes na PLATAFORMA REGIONAL DE MONITORAMENTO (PRM);

Considerando que o Plano Estruturado Região 16 já está disponível no site do Sistema de Distanciamento Controlado/RS, portanto aprovado;

Considerando que:

1. A R16 recebeu na 36ª avaliação do SDC/RS, indicação de bandeira vermelha, o que significa “alto risco de contágio”;

2. A R16 recebeu média ponderada, pelo Sistema de Distanciamento Controlado/RS, de 1,59, portanto muito próxima do ponto de corte para bandeira laranja;

3. A R16 recebeu pontuação melhor que os municípios vizinhos da Macrorregião, sendo que Passo Fundo ficou com média ponderada de 1,94 e Palmeira das Missões com média ponderada de 1,71;

4. A R16 recebeu classificação específica da sua região de 01 bandeira amarela, 01 bandeira laranja, e 02 bandeiras pretas;

5. Dos 11 indicadores avaliados pelo Sistema a classificação foi de 03 bandeiras amarelas, 01 laranja, 3 vermelhas e 4 pretas;

6. Segundo o próprio Sistema de Distanciamento Controlado, 22 municípios da R16 podem adotar uma bandeira menos restritiva, por não apresentarem nem óbitos e nem internações nos últimos 14 dias;

7. A R16, pela Plataforma Regional de Monitoramento, está numa curva descendente de casos ativos desde 27/11, quando contabilizou 1.081 casos;

8. Curva se mantém decrescente, fato comprovado pelo último boletim que apontou para a R16 - 237 casos ativos;

9. A taxa de recuperação está na ordem de 96,93%, portanto acima da taxa de recuperação do Estado, no patamar de 95%;

10. A R16 está com números aceitáveis nos que diz respeito as taxas de ocupação das Alas Covid, dos hospitais FHSTE e HCE;

11. As taxas de ocupação estão na ordem de 34,78% para leitos de UTI e 10,63% para leitos clínicos, portanto com boa margem de segurança na Atenção Terciária, segundo dados do dia 10/01/2021 (domingo);

12. A R16 ainda possui 100 leitos clínicos nos hospitais regionais que nos dão retaguarda técnica, caso haja necessidade;

13. A R16 pela disponibilidade de leitos está acolhendo pacientes de outras regiões como Tapejara, Constantina, Marau e Nicolau Vergueiro; 14. A taxa de letalidade da R16 está na ordem de 1.102%, abaixo da do Estado e da União, com 133 óbitos contabilizados para um universo de 34 municípios, aproximadamente 240 mil habitantes;

15. As ações e estratégias adotadas no enfrentamento do período mais crítico apresentaram resultados positivos até o momento, haja visto nossos indicadores regionais;

16. Com relação as internações hospitalares verificamos pelo Sistema de Distanciamento Controlado/RS, do dia 11/01, que o Estado possui os seguintes indicadores: UTI Geral, 77,7%, Leitos Clínicos, 26,1% e UTI Covid 40,6%; Macrorregião Norte: UTI Geral, 74,4%, Leitos Clínicos, 25,7% e UTI Covid, 42,2%, Região 16: UTI Geral, 52,3%, Leitos Clínicos,10,4% e UTI Covid, 39.2%, portanto nossa região com percentuais mais promissores;

17. Apesar do aumento de alguns indicadores avaliados a região apresentou melhoras no comparativo 7 dias versus 14 dias. Na semana anterior tivemos 306 casos ativos e, agora, 243, portanto um indicador menor de casos ativos;

18. Na semana passada (14 dias) tivemos o indicador de 2,142 casos recuperados e, agora, 2.279 casos recuperados;

19. Na semana passada (14 dias) tivemos 03 óbitos e, agora, 02 óbitos; 20. Todos os municípios no âmbito da AMAU possuem seus Planos Estruturados de Enfrentamento à Covid, com seus respectivos Responsáveis Técnicos.

Face as considerações e indicadores avaliados acima o COMITE REGIONAL DE ATENÇÃO AO CORONAVÍRUS/AMAU orienta a adoção da COGESTÃO A NÍVEL REGIONAL, e que os municípios que entenderem ser viável podem publicar seus respectivos decretos adotando uma bandeira menos restritiva para o período da 00:00 hora do dia 12/01/2021 até as 24:00 do dia 18/01/2021, em consonância com o Decreto nº 55.435/2020.

 Erechim, 11 de janeiro de 2021.

Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus/AMAU

Quer receber as notícias do Au e ficar bem informado? Clique aqui e entre em um dos grupos de whatsapp.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...