Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Comitê de Atenção ao Coronavírus divulga boletim sobre a pandemia no Alto Uruguai Gaúcho
Membros do Comitê relatam que já estão percebendo um aumento na procura por testagem o que deve repercutir no número de casos ativos.
Leonardo Bortolotto/Assessoria
por  Leonardo Bortolotto/Assessoria
12/01/2021 15:43 – atualizado há 1 minuto
Continua depois da publicidadePublicidade

Na manhã desta terça-feira, 12 de janeiro, o Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus, reuniu-se para traçar novas ações coletivas de orientação, recomendação e prevenção, face à pandemia do COVID – 19.

AÇÕES RECOMENDADAS:

1. Explana sobre a reunião extraordinária realizada na segunda-feira, dia 11, para emissão do “Parecer Orientador”, que recomendou a adoção da cogestão para o período de 00:00 hora do dia 12/11 até às 24:00 horas, do dia 18/01;

2. Explana sobre a deliberação do Sistema de Distanciamento Controlado do RS, que na última sexta-feira, dia 08/01, indicou Bandeira VERMELHA, para a Região 16, com média ponderada de 1,59, o que significa pelo modelo “alto risco”;

3. Coloca com relação ao mapa do Estado/Covid, que das 21 regiões, 19 foram classificadas em bandeira vermelha e 02 em bandeira laranja;

4. Destaca que a média ponderada da Região 16 ficou na ordem de 1,59, melhor classificada que os municípios da Macrorregião, como Passo Fundo, com média de 1,94, e Palmeira das Missões, com média de 1,71;

5. Com relação ao boletim regional apresenta que a R16 está com 200 casos ativos e Taxa de Recuperação de 97,25%, com 134 óbitos;

6. Apresenta que dos 34 municípios da R16, 27 já apresentam óbitos em seus indicadores (79,41%) e, apenas, 07 ainda não tem registro de óbitos;

7. Com relação ao indicador “Município versus Casos Ativos” a situação da região é a seguinte: 08 municípios (23,52%) sem nenhum caso ativo; 09 municípios (26,47%) com 01 a 03 casos ativos; 14 (41.17%) municípios com 04 a 10 casos ativos; e 03 (8,82%) municípios com mais de 10 casos ativos;

8. As taxas de ocupação dos leitos das alas Covid (FHSTE e HCE) sofreram sensível melhora, ficando no seguinte patamar: Leitos de UTI, com de ocupação de 34,78% e Leitos Clínicos com 10,63%;

9. Os membros relatam que já estão percebendo um aumento na procura por testagem o que deve repercutir no número de casos ativos, portanto extremamente importante monitorar a evolução dos gráficos dos próximos meses, tendo em vista os feriados e férias;

10. Ressalta que essa foi a centésima (100ª) avaliação regional, com produção do “Mapa Regional”, o que demonstra que a epidemia tem sido monitorada de forma permanente;

11. Com relação aos procedimentos eletivos da FHSTE (central de especialidades e cirurgias eletivas), ficou decidido que a proposta será avaliada na próxima reunião, considerando que a FHSTE não pode participar da reunião do Colegiado, em virtude de outras agendas. A intenção, como em situações anteriores, é estabelecer um fluxo regional com os devidos protocolos sanitários e condições da FHSTE de atender a demanda;

12. Informa que parte da produção do álcool etílico a 70% já foi entregue e que estamos no aguardo da segunda remessa para distribuição as secretarias de saúde;

13. Manifesta que todas as campanhas de prevenção (televisão, rádios, jornais e redes sociais) continuam vigentes, no sentido de sensibilizar e conscientizar a população sobre o cenário preocupante, em especial a última ação que foi lançada em parceria do comitê regional, hospitais locais e regionais e Associação Médica;

14. Informa que existem cartazes disponíveis dessa iniciativa “Não faça parte dos números! Não espalhe o vírus, evite aglomerações! COVID MATA!” junto a AMAU, à disposição de todos os municípios, para serem afixados nas unidades de saúde e outros locais, para massificar a iniciativa;

15. Informa que vem acompanhando a evolução do processo com relação a imunização e insumos, tanto por parte do Ministério da saúde e SES, para que a ação ocorra na região o mais rápido possível;

16. Mantém a orientação para que a população adote com o máximo rigor as ações de prevenção como: higienização correta das mãos com água e sabão, utilização de álcool gel, não compartilhar talheres, copos e toalhas, ao tossir ou espirrar cobrir o nariz com lenço ou espirar no braço, evitar levar as mãos não higienizadas na boca, nariz e olhos, utilização de máscaras de proteção individual, entre outras, conforme orientações do Ministério da Saúde e das autoridades de saúde;

17. Mantém a orientação da utilização da máscara de proteção individual e de evitar a aglomeração de pessoas, prevalecendo a medida preconizada do “Distanciamento Social” (1,5 a 2,0 metros entre as pessoas);

18. Reitera a posição da “Restrição Social”, para idosos e portadores de doenças pré-estabelecidas, que se enquadram no grupo de risco e que segundo as estatísticas poderão ter um agravamento do quadro clínico;

19.Composição do Comitê Regional:

➢ AMAU

➢ Presidente do COSEMS da R16

➢ Secretaria de Saúde de Entre Rios do Sul

➢ Secretaria de Saúde de Ipiranga do Sul

➢ Secretaria de Saúde de Erval Grande

➢ Secretaria de Saúde de Severiano de Almeida

➢ FHSTE

➢ HCE

➢ Unimed Hospital

➢ Centro Hospitalar Santa Mônica

➢ HOSPINORTE

➢ 11ª CRS

➢ 13º BPM

➢ Força Voluntária

➢ Corpo de Bombeiros

O Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus ressalta que muitas medidas se fazem necessárias no sentido de minimizar a contaminação e tem adotado as ações seguindo diretrizes técnicas do Ministério da Saúde.

O momento exige medidas enérgicas, em virtude dos acontecimentos vivenciados em outros países e nos grandes centros, que aos poucos vem se lastrando para outras localidades.

Precisamos, num esforço conjunto e com o aval da população, achatar a curva epidemiológica da contaminação, para que possamos ofertar uma assistência adequada à população.

Quer receber as notícias do Au pelo whatsapp? Clique aqui e entre em um dos grupos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...