Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Vice-prefeito Flávio pede agilidade para devolver o Castelinho à população
O prédio é a mais antiga construção em madeira de Erechim e tombado como patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio Grande do Sul.
Ascom
por  Ascom
14/01/2021 13:37 – atualizado há 35 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O vice-prefeito de Erechim, Flávio Tirello, acompanhou na manhã desta quinta-feira (14), uma visita técnica ao Castelinho. Estiveram presentes o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Neidmar Alves e a equipe do departamento de Patrimônio Histórico e Cultural do município.

Importância Histórica

O prédio é a mais antiga construção em madeira de Erechim e tombado como patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio Grande do Sul, pela portaria 04/91, Inscrição Nº 66, de 21/12/1992. A construção de cinco pavimentos abrigou a sede da Comissão de Terras do Estado durante a colonização da região.

Restauração

A equipe técnica da Secretaria de Cultura está desenvolvendo um plano de restauração e de ocupação do espaço. Na tarde desta quinta-feira, eles irão se reunir com o diretor do Instituto do Patrimônio Histórico e Artísitico do Estado, IPHAE, Renato Savoldi. A ideia é na próxima semana apresentar o projeto ao prefeito e vice-prefeito e, posteriormente, promover a captação de recursos necessários para o início das obras. O prédio está fechado desde 2013 e pode ter a primeira fase concluída ainda neste ano, o que permitiria a abertura para a visitação.

Ascom

O Secretário da Cultura, Esporte e Turismo, Neidmar Alves, destaca a simbologia do prédio para cidade. “O Castelinho tem importância histórica, é nosso grande símbolo. Estamos focados para devolvê-lo para a população”, explica. Já o vice-prefeito, Flávio Tirello, frisou a importância do local ser aproveitado pela população e nunca mais ficar fechado. “Precisamos que o local volte ao convívio da população o quanto antes. Vamos mobilizar as forças necessárias para isso”, finaliza.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...