Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Agricultores de SC entram no Programa de Aquisição de Alimentos do governo federal
88 municípios do Estado vão integrar o programa na modalidade Compra com Doação Simultânea (CDS) do Governo Federal.
Secom/SC
por  Secom/SC
18/01/2021 20:18 – atualizado há 26 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A proposta de participação dos agricultores catarinenses para acesso ao crédito extraordinário em decorrência da situação de calamidade pública por conta da pandemia de Covid-19 no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) foi aprovada pelo Ministério da Cidadania. A medida, referente à Portaria n° 396/2020, beneficia 88 municípios do Estado que vão integrar o programa na modalidade Compra com Doação Simultânea (CDS) do Governo Federal. O portaria destinou R$ 4.560.000,00 para Santa Catarina.

A Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (SDS) é responsável pelo programa em Santa Catarina, com o acompanhamento e controle do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA/SC). “O programa permite a promoção do direito humano à alimentação adequada e vai atender o pequeno produtor e as famílias que estão em extrema pobreza”, lembra a secretária de Estado do Desenvolvimento Social, Arlene Villela.

Estão aptos a iniciarem as compras os municípios que possuem: acesso ao Sistema de Informações do Programa de Aquisição de Alimentos (SISPAA); agricultor com status “cartão emitido” no SISPAA; termos de compromisso (com agricultores e com Unidades Recebedoras) assinados.

“Na prática, a aprovação permite que o Estado possa iniciar as aquisições dos alimentos que os agricultores familiares preencheram em suas propostas para a Chamada Pública nº 01/2020 e, simultaneamente, doá-los às entidades cadastradas”, explica a coordenadora do PAA em Santa Catarina, Luciane May.

As compras devem ser realizadas na primeira semana do mês, e todos os documentos precisam ser enviados à Coordenação Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional até o dia 10 para que todas as NFs sejam atestadas pela Secretaria do Desenvolvimento Social dentro do mesmo mês. A entrega dos documentos deve acontecer na SDS, e toda a documentação deve ser escaneada e enviada para propostapaa@sst.sc.gov.br.

O Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, instância de controle social, foi o responsável por definir os parâmetros para a priorização e distribuição de recursos entre os municípios. Entre os 134 municípios elencados pelo Mapa de Insegurança Alimentar e Nutricional (Mapa INSAN), foram selecionados os que contam com os maiores índices de insegurança alimentar e nutricional, em que habitam famílias remanescentes quilombolas, indígenas e população em situação de rua.

A distribuição de recursos baseou-se no número de famílias em extrema pobreza cadastrado no CadÚnico.

Programa

Em junho de 2020 foi publicada a Portaria N° 396 do Ministério da Cidadania, que destina recursos para o Estado de Santa Catarina executar o programa, preferencialmente em municípios em situação de insegurança alimentar. O PAA CDS consiste na compra de alimentos diversos e doação simultânea às entidades da rede socioassistencial como Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Centro Pop e entidades reconhecidas pelos conselhos municipais de Assistência Social. Também são contemplados os equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional, tais como restaurantes populares, cozinhas comunitárias e bancos de alimentos.

Quer receber as notícias do Au pelo whatsapp? Clique aqui e entre em um dos grupos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...