Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Casal suspeito de participação no assalto a banco em Criciúma é preso no interior de SP
Mandados de prisão contra marido e mulher foram cumpridos nesta quarta (27).
NSCTotal
por  NSCTotal
27/01/2021 16:47 – atualizado há 1 minuto
Continua depois da publicidadePublicidade

Um casal suspeito de envolvimento no mega-assalto a um banco em Criciúma foi alvo de mandados de prisão nesta quarta-feira (27) em Campinas, no interior de São Paulo. Os mandados de prisão temporária foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de Criciúma. O assalto ocorreu entre a noite de 30 de novembro e a madrugada de 1º de dezembro do ano passado.

O casal já tinha sido preso pela polícia em flagrante dois dias depois do crime, também em Campinas. Na ocasião, a polícia relatou ter encontrado com eles explosivos similares aos que foram usados no ataque, além munições de fuzil. A polícia também disse que a mulher teria admitido participação no crime.

Em dezembro de 2020, casal já havia sido preso em casa na cidade de Campinas (SP)(Foto: Reprodução/EPTV)

Nesta quarta, ao G1, o delegado José Carlos Fernandes, da Delegacia de Investigação Gerais (DIG) de Campinas, informou que os mandados de prisão contra marido e mulher foram cumpridos em uma residência no Parque Fazendinha.

O delegado Anselmo Cruz, da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Santa Catarina, que comanda as investigações sobre o assalto, explicou que o casal acabou solto após o flagrante em dezembro, e disse que agora os mandados de prisão são embasados na investigação que aponta a participação de ambos no crime. No entanto, o delegado não deu mais detalhes sobre qual teria sido esse envolvimento.

Ainda segundo o delegado Anselmo Cruz, as investigações para elucidar o mega-assalto ocorrido em Criciúma seguem sob sigilo. Ele também disse não poder informar quantos suspeitos estão presos no momento. Em dezembro do ano passado, a Deic informou que 14 suspeitos já tinham sido presos.

No último dia 13 de janeiro, a polícia prendeu, em São Paulo, Davi Marques dos Santos, um dos criminosos mais procurados do Brasil, que estava foragido desde 2014 e também é suspeito de participar do assalto ao banco em Criciúma. Em Santa Catarina, ele também é apontado pela Polícia Civil como um dos autores do assalto ao Aeroporto Quero-Quero, em Blumenau, em março de 2019.

Relembre

Uma quadrilha de assaltantes promoveu uma noite de terror em Criciúma, no Sul catarinense, entre a noite de 30 de novembro e a madrugada de 1º de dezembro de 2020. Cerca de 30 homens encapuzados atuaram no assalto a uma agência do Banco do Brasil localizada no Centro da cidade. Segundo a polícia, eles levaram cerca de R$ 80 milhões da agência.

Os criminosos provocaram incêndios, bloquearam ruas e acessos à cidade, atiraram contra o Batalhão da Polícia Militar e usaram pessoas como escudos - entre 10 e 15 pessoas foram feitas reféns, seis delas funcionários do Departamento de Trânsito e Transporte (DTT) de Criciúma que pintavam faixas nas ruas da cidade. Um policial militar ficou gravemente ferido.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...