Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Licitação para novo presídio de Erechim deverá ocorrer no primeiro semestre de 2022
Deputado Mateus Wesp (PSDB) disse que o presídio de Erechim será o primeiro construído na modalidade de parceria público privada.
Leandro Vesoloski
por  Leandro Vesoloski
10/02/2021 11:47 – atualizado há 1 minuto
Continua depois da publicidadePublicidade

Há muitos anos Erechim aguarda pela construção de um novo presídio no município. A atual estrutura está localizada no centro da cidade facilitando os arremessos, enfrenta uma superlotação a exemplo das maiorias casas prisionais do Estado e tem uma estrutura com mais de 50 anos que carece de investimentos.

Um terreno já havia sido adquirido pelo município para construção da cadeia ainda no governo Yeda Crusius. A obra não saiu do papel e a área foi devolvida ao proprietário.

O atual governador optou pelo modelo das parcerias público privadas para solucionar o problema que preocupa a comunidade local e especialmente os moradores do entorno do atual Presídio Estadual de Erechim.

Em entrevista ao vivo ao Portal AU Online, o líder da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, Deputado Mateus Wesp, disse que a licitação para a realização da obra deverá ocorrer no primeiro semestre de 2022. O deputado disse que o presídio de Erechim será o primeiro construído nesta modalidade no Brasil.

Questionado sobre porque a população deveria acreditar que a construção da cadeia seria realizada no mandato do governador Eduardo Leite, o deputado Wesp explicou que a legislação modificou bastante nos últimos tempos. “A legislação que possibilita as parcerias público privadas existe desde 2004 e só começou a ser implementada nos municípios em 2014 e alguns municípios nem tem ainda”, explicou o deputado. Ele disse também que o desafio é tornar o projeto interessante para o investidor.

Wesp informou que as parcerias público privadas estão andando no Governo Leite porque o Estado criou uma secretaria específica para discutir o tema. “Nos governos anteriores não existia uma secretaria para discutir essas parcerias estratégicas e concessões", argumentou.

O deputado concluiu dizendo que tem certeza da construção do presídio em Erechim devido ao contrato firmado entre o BNDS e o Estado e que já levou a realização dos estudos que possibilitaram esse projeto.

Assista:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...