Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação/PC
Santa Catarina
Pandemia se agrava e Chapecó já transferiu 75 pacientes para outras regiões de SC
Aviões dos bombeiros continuam chegando com mais equipamentos para novos leitos de UTI e saindo com pacientes para hospitais de outras regiões do estado.
ClicRDC
por  ClicRDC
13/02/2021 16:03 – atualizado há 3 meses
Continua depois da publicidadePublicidade

A partir da meia noite deste sábado (13), até o dia 22 de fevereiro, bares, choperias e similares, igrejas, cinemas e teatros não poderão funcionar. O motivo é um novo decreto assinado neste sábado pelo prefeito João Rodrigues. A Administração Municipal segue uma recomendação do Ministério Público, para o fechamento de algumas atividades não essenciais.

Restaurantes poderão funcionar das 10h às 14h e, das 18h às 22h. Isso no caso daqueles estabelecimentos que servem almoço e jantar. Já as petiscarias estão suspensas. O atendimento ao público deve seguir rigorosamente às determinações das autoridades sanitárias, como limite de ocupação, distanciamento, uso de máscaras e álcool gel.

Quem descumprir a regra está sujeito às penas da Lei Municipal 7.456, que prevê até o fechamento dos estabelecimentos e multas de até R$ 150 mil.

Os cinco novos respiradores que foram encaminhados na manhã deste sábado (13), de Florianópolis (SC), pela Secretaria de Estado de Saúde chegaram a Chapecó por volta das 11h. O secretário de Saúde de Chapecó, Luiz Carlos Balsan recebeu os equipamentos no Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso. Ele disse que os equipamentos já estão no Hospital Regional do Oeste (HRO), disponíveis para atender os pacientes.

Além disso, o Arcanjo já realizou uma transferência de uma paciente mulher de Chapecó para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages. Com os cinco respiradores novos já são 15 os novos equipamentos disponibilizados pelo Estado para Chapecó, somente neste mês. Isso permitiu ampliar os leitos de UTI e também atender pacientes em outros setores do hospital.

Transferência de pacientes

Além disso, uma grande operação de transferência de pacientes tem sido realizada para amenizar as taxas de ocupação na região. Em janeiro e fevereiro, 75 pacientes foram transferidos de hospitais do Oeste para unidades em outras regiões do Estado. Dessas transferências, 45 ocorreram em fevereiro.

Desde o início da pandemia, o Governo do Estado ampliou 80 leitos de terapia intensiva para a região do Oeste catarinense. A SES vem cobrando a reativação de quase 100 leitos que foram desativados, alguns deles nos municípios mais afetados pela pandemia neste momento no Oeste.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...