Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Cidade
Plano para reabertura do Castelinho será apresentado na próxima segunda-feira para comunidade
O prédio está fechado desde 2013, e teve todos protocolos de restauração e ocupação atualizados pela equipe técnica.
ASCOM Prefeitura Municipal de Erechim
por  ASCOM Prefeitura Municipal de Erechim
22/02/2021 15:14 – atualizado há 39 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

A Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, através do Serviço de Patrimônio Histórico e Cultural, vai apresentar na próxima segunda-feira (1), o plano de ação estratégico para reabertura do Castelinho. A apresentação, com posse da comissão de acompanhamento do projeto, prevista para essa semana, foi remarcada para o início da próxima semana e será feita online, através de uma transmissão na página do Facebook da Prefeitura de Erechim, às 9h30.

O projeto que será apresentado pela arquiteta chefe do Serviço de Patrimônio Histórico e Cultural, Ariane Pedrotti de Ávila Dias, consta o Plano de Ocupação, desenvolvido entre os anos de 2018 e 2019, incluindo audiências públicas realizadas, o plano de Restauro, Gestão e Lei de Incentivo. “O Castelinho tem uma importância histórica, e por isso, tudo que desenvolvemos é acompanhado pelo Instituto do Patrimônio Histórico”, explica Ariane.

O grupo de trabalho interdisciplinar que deve acompanhar todo projeto deve tomar posse em outra ocasião. Os participantes já devem acompanhar a apresentação online. Fazem parte da comissão, integrantes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), do Sindicato dos Engenheiros e Arquitetos de Erechim (SEAE), da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), do Movimento Étnico e Cultural dos Negros de Erechim (MENE) e do Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC). Esse grupo deve dar os pareceres do que é realizado, aprovar e deliberar a respeito de decisões que envolvam o projeto. O GT é uma demanda do Instituto do Patrimônio Histórico e Artísitico do Estado, IPHAE, com quem os técnicos da prefeitura de Erechim, já se reuniu para tratativas do plano de ação estratégico para reabertura do Castelinho.

Divulgação

O prédio é a mais antiga construção em madeira de Erechim e tombado como patrimônio histórico e cultural do Estado do Rio Grande do Sul em 1992. A construção de cinco pavimentos abrigou a sede da Comissão de Terras do Estado durante a colonização da região. O prédio está fechado desde 2013, e teve todos protocolos de restauração e ocupação atualizados pela equipe técnica.

O Secretário da Cultura, Esporte e Turismo, Neidmar Alves, destaca a simbologia do prédio para a comunidade. “O Castelinho tem importância histórica, é nosso grande símbolo. Após a aprovação do projeto, vamos para fase de captação de recursos. Queremos que a primeira fase seja concluída ainda neste ano, o que permitiria a abertura para a visitação”, finaliza.

Quer receber as notícias do AU pelo whatsapp? Clique aqui

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...