Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Santa Catarina
Chapecó analisa a possibilidade de suspender atividades não essenciais devido a crise na saúde
Prefeito João Rodrigues está em reunião com ministro da Saúde em Brasilia. A paralização é estudada com empresários e médicos do município.
ClicRDC
por  ClicRDC
22/02/2021 17:12 – atualizado há 12 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O Prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), informou na tarde de segunda-feira (22), que estuda o fechamento dos serviços não-essenciais no município. Ele está em Brasília no momento e se reúne com o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na terça-feira (23), para abordar a situação de Chapecó.

O prefeito destacou que a medida não seria um lockdown, mas sim o fechamento dos serviços não-essenciais. Ele disse, ainda, que é uma possibilidade, mas que a situação é estudada com empresários e médicos do município.

“Nós estamos analisando e discutindo isso com os médicos, porque também não sou o dono da verdade, precisamos ouvir a ciência e as entidades empresariais, mas no que depender de mim, eu estou propenso a fechar os serviços não essenciais, mas não é fazer ‘lockdown’. A princípio isso não está confirmado, mas eu estou analisando essa possibilidade”, disse João Rodrigues.

Situação em Chapecó

No município já foram registradas 202 mortes em decorrência ao coronavírus. Desde o início da pandemia, Chapecó já registrou 21.808 casos confirmados, destas 17.963 pacientes são considerados recuperados. Ainda há 1.033 casos suspeitos que aguardam resultados dos exames.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...