Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação
Cidade
Erechim ainda permanece na bandeira preta
Comitê Municipal aprovou por maioria o Plano Estruturado de Cogestão para bandeira vermelha, porém até o cumprimento de todos os trâmites legais a cidade permanece em bandeira preta.
Ascom
por  Ascom
24/02/2021 13:22 – atualizado há 22 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Na manhã desta quarta-feira (24) o Comitê Municipal Covid-19 esteve reunido na Secretaria de Saúde para avaliação do Plano Estruturado de Cogestão. Os trabalhos foram conduzidos pelo vice-prefeito de Erechim, Flávio Tirello, pela secretária da Saúde, Eclesan Palhão e pelo secretário Geral de Governo, Edgar Marmentini.

Após o debate, o Comitê Municipal aprovou por maioria dos presentes o Plano Estruturado de Cogestão para bandeira vermelha, porém até o cumprimento de todos os trâmites legais a cidade permanece em bandeira preta.

Os integrantes do Comitê declaram que ações da equipe estão voltadas para a área produtiva, para a economia, para a saúde e para a preservação da vida, por isso é imprescindível esclarecer a comunidade que mesmo com a aprovação, é necessário todo um rito processual para que a bandeira vermelha seja aplicada.

Trâmites legais

Hoje o Comitê Municipal aprovou o plano de Erechim, que dever ser assinado por um técnico responsável da área da saúde. Posterior a isso o plano deve ser encaminhado para a Associação dos Municípios do Alto Uruguai (AMAU) para que a mesma envie todos os planos dos 32 municípios pertencentes à entidade para o Governo do Estado que pode homologar ou não o plano para a reversão da bandeira.

“Por força de rito processual essa homologação ou não, jamais irá acontecer de imediato. Seguimos na bandeira preta e o município tem que atender o que preconiza o Estado por uma questão hierárquica relacionada aos entes federativos. Estamos preocupados com todos os setores, mas precisamos da compreensão de todos de que não é possível mudar a bandeira de preta para vermelha sem cumprir todos os trâmites legais. Após a conclusão dos trabalhos na região da AMAU, vamos ter que esperar a definição do Governo do Estado para que Erechim possa publicar seu decreto. Até lá volto a dizer: estamos em bandeira preta”, afirma o vice-prefeito de Erechim, Flávio Tirello.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...